Administradora BTG Pactual divulga inadimplência de locatários

O BTG Pactual, na qualidade de administrador dos fundos FII Cyrela Thera Corporate (THRA11) e FII Max Retail (MAXR11) comunicou no dia de hoje (08) que alguns de seus locatários não efetuaram o pagamento dos alugueis referentes ao último mês de outubro.

THRA11 - FII Cyrela Thera Corporate

O fundo é proprietário de cinco andares do Edifício Thera Corporate localizado na Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, na cidade e estado de São Paulo.

A Ceva Freight Management do Brasil, uma das locatárias do imóvel, não efetuou o pagamento do aluguel referente a competência outubro, com vencimento em novembro.

Por este motivo, a distribuição de rendimentos divulgada no último dia 07 foi impactada negativamente em aproximadamente 18,01% por esta inadimplência.

De acordo com o último relatório gerencial do THRA11 referente ao mês de agosto, a Ceva representa 28% da ocupação, em relação a Área Bruta Locável (ABL) pertencente ao fundo.

Como mencionado acima, o fundo detém 5 de 15 andares do Edifício Thera Corporate. O imóvel está em um dos mais valorizados eixos empresariais da cidade de São Paulo, na confluência das Avenidas Engenheiro Luís Carlos Berrini e Bandeirantes, próximo à Marginal Pinheiros, Faria Lima e Juscelino Kubitschek.

MAXR11 - FII Max Retail 

O fundo não recebeu da Curso Preparatório Exatas Ltda, locatária do imóvel localizado em Taguatinga - Brasília - DF, o pagamento do aluguel referente a competência outubro com vencimento em novembro.

Dessa forma, a distribuição de rendimentos relativa à competência julho, divulgada ontem (07), foi impactada negativamente em aproximadamente 12,77% por esta inadimplência.

O MAXR11 detém 100% de oito imóveis destinados à exploração comercial varejista e educacional distribuídos em oito cidades do Brasil, tendo como principais locatários a Lojas Americanas, Hipermercados Bom Preço Supermercados do Nordeste (grupo Walmart), Torra-Torra e Curso Exatas.

No geral, a administradora ressalta que os respectivos fundos cobrarão a multa e os encargos devidos, conforme previsto no contrato de locação e após o recebimento do devido valor, o mesmo será distribuído aos cotistas.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários