BBPO11: FII de agências segue sem impactos com rendimentos constantes

O Banco Votorantim Asset (BV Asset), administrador, gestor e escriturador do fundo imobiliário BB Progressivo II (BBPO11), apresentou ao mercado os resultados do fundo, referentes ao mês de junho/20.

Como destaque, o fundo apresentou esclarecimentos do noticiário ocorrido a respeito de seu locatário, Banco do Brasil.

No início deste mês de julho, mais precisamente no dia 08, houve publicações na mídia falando sobre a decisão do Banco do Brasil S.A. de devolver edifícios por ele locados, devido à adoção de trabalho remoto (home office) pela instituição, que será implementado por parte de seus colaboradores.

A gestão do BBPO11, pelo fato de possuir todos seus imóveis locados ao Banco, informou que até o dia 28 de julho/20 (data que foi divulgado seu relatório mensal de junho/20) o Banco do Brasil na qualidade de locatário, ainda não manifestou intenção de desocupa-los.

No entando, a BV Asset explicou que em casos de rescisão por decisão do locatário, antes da conclusão dos dez anos iniciais (vencimento em novembro de 2022), o Banco do Brasil se compromete a pagar ao fundo, a título de perdas e danos prefixados, o fluxo do aluguel remanescente.

Caso o Banco do Brasil escolha permanecer no imóvel no final do período inicial, o contrato de locação poderá ser renovado por mais 5 anos e a nova relação deve ser firmada através de contrato típico.

Caso opte por não permanecer, a BV Asset ressaltou que, enquanto instituição gestora e administradora do fundo, tem a prerrogativa de alugar os imóveis a quaisquer outros interessados.

Contudo, o fundo não poderá vender os imóveis a outras instituições financeiras ou suas coligadas e controladas enquanto o BB permanecer como locatário, a não ser nos casos em que este autorize ou esteja inadimplente com suas obrigações.

BBPO11: Multi ativos e mono inquilino

BB Progressivo II foi constituído em 2011 com o objetivo de adquirir agências e centros administrativos do Banco do Brasil, para alugá-los ao próprio Banco do Brasil pelo contrato atípico de 10 anos, proporcionando renda mensal advinda da locação.

O fundo possui um patrimônio líquido de R$ 1,6 bilhão, formado por investimentos em renda fixa (7,7%) e 64 imóveis (92,3%), localizados em diversas regiões do Brasil. Veja a distribuição dos imóveis por estado.

bbpo11

bbpo11

Lista dos imóveis com o percentual e valor dos alugueis recebidos pelo fundo:

bbpo

Em relação aos rendimentos de junho, foram distribuídos R$ 1,06 por cota, que representou um dividendo de 0,64% no mês (cota base R$ 164,00).

bbpo11

Repare que o BBPO11 manteve o mesmo valor de distribuição em todos os meses do 1º semestre/20. Seu segmento de atuação foi um dos menos impactados pela crise do coronavírus.

No mercado secundário, foram movimentados cerca de R$ 65 milhões. Com isso, a cota do BBPO11 valorizou 4%, chegando a ficar 61,9% superior ao seu valor patrimonial, que representou um P/VP de 1,6.

A figura abaixo apresenta a evolução da cota de mercado e a cota patrimonial. Veja que a cota do fundo finalizou o 1º semestre/20 sendo negociado a valores bem superiores ao seu patrimônio líquido.

bbpo11

O BBPO11 é um FII do tipo tijolo/bancário que atualmente possui cerca de 70 mil cotistas e um valor de mercado de R$ 2 bilhões (cota base R$131,49). Sua taxa de administração é de 0,28% ao ano sobre seu valor de mercado sem adicional de desempenho (performance). Nos últimos 12 meses, a variação da cota é de negativos 11,75%.

 

Ainda não sabe muito sobre FIIs de agências bancárias? Baixe nosso e-book gratuito e entenda de maneria simples como funcionam os segmentos do mercado.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.

Comentários