BCFF11: Estamos em um ótimo momento de investimento após o forte reajuste de mercado

BTG Pactual Fundo de Fundos (BCFF11) fundo imobiliário administrado e gerido pelo BTG Pactual, divulgou seus resultados referentes ao último mês de fevereiro/20.

Para manter seus investidores entendidos do atual cenário que estamos presenciando, o administrador do BCFF11 apresentou uma mensagem com algumas informações importantes do mercado. Na ocasião, o BTG esclareceu com as seguintes palavras:

No exterior, houve um forte agravamento da crise provocada pelo Covid-19 “Coronavírus” que se espalhou por outros países, em especial na Itália, e que provocou fortes quedas nas bolsas de todo o mundo no final do mês (fevereiro).

Nesse contexto, há um grande esforço dos principais bancos centrais do mundo para prover liquidez aos mercados, fato esse que levou a uma forte queda na taxa de juros futura durante o mês principalmente após a divulgação do PMI chinês registrar menor valor desde 2009.

No ambiente interno (Brasil), seguimos com a expectativa de um cenário de queda de juros e de aversão ao risco fruto da maior volatilidades dos mercados para os próximos meses.

O verdadeiro impacto econômico desta pandemia ainda é uma incógnita, o que têm levado a fortes quedas dos preço dos ativos de alguns FIIs e deve impactar negativamente as distribuições nos próximos meses.

Neste cenário, o BCFF11 têm tido como foco a preservação de capital para os seus investidores.

Cabe destacar que o fundo conta com 38% do seu total de ativos em aplicações financeiras de elevada liquidez e que muitos FIIs estão sendo negociados com 30/40% de desconto face ao seu valor patrimonial, o que deve se mostrar altamente benéfico para os resultados futuros do fundo dado o momento favorável de compra na visão do Gestor. BTG Pactual.

BCFF11: Resultados e alocação de recursos

Em fevereiro/20, o BCFF11 encerrou com sucesso a 9ª emissão de cotas, na qual foram captados R$720 milhões, liquidados ainda nas sobras do direito de preferência.

Nos rendimentos, o BCFF11 distribuiu o valor de R$0.53 por cota para todos os cotistas até a 8ª emissão de cotas e pagou R$0.096 aos que aderiram à 9ª emissão no seu direito de preferência e R$0.028 aos cotistas que exerceram direito sobre as sobras do direito de preferência.

Na distribuição de rendimentos de competência fevereiro, o administrador entende que é valido ressaltar que ainda não tinha sido realizada a unificação das novas cotas emitidas com a antiga base de cotistas, mas já foi informado que todas as cotas provenientes da oferta foram convertidas em BCFF11 no último dia 18 de março.

Deste modo, neste mês de abril, o fundo vai distribuir rendimentos iguais para todos os cotistas.

Em adição, completou dizendo que sua gestão se mantém ativa na alocação dos recursos captados na 9ª emissão, tendo em vista um ótimo momento de investimento no contexto após o forte reajuste de mercado.

Por outro lado, também disse que apesar das oportunidades, o portfólio busca se manter defensivo frente a maior incerteza no cenário econômico global após os impactos do Covid-19.

Esse reflexo se traduz, portanto, na alocação de 23% do portfólio em fundos de CRI/CRI e 38% em ativos de liquidez elevada.

bcff11

No primeiro trimestre de 2020, o BCFF11 apresentou uma rentabilidade negativa de -1,37%. Já o IFIX, índice de referência dos fundos imobiliários, fechou com menos 7,31%.

bcff11

O BTG Pactual fundo de fundos tem como objetivo principal investir na aquisição de cotas de FIIs. Iniciou suas atividades em 2010 e com 9 emissões concluídas possui um patrimônio líquido de R$ 1,88 bilhões.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários