CARE11: Dividendos para 2020 no FII que investe na "Morte"



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

Para fins de esclarecimentos, a Zion Gestão de recursos, gestora do FII Brazilian Graveyard and Death Care Services - CARE11 - informam nesta quarta-feira (27), que tomaram conhecimento do cumprimento de medida cautelar de um dos diretores e administrador da gestora, no âmbito de procedimento investigatório do poder judiciário de Goiás, não havendo denúncia seja na esfera administrativa ou criminal.

De acordo com o documento, a referida investigação tem como objeto a aquisição de créditos estressados de sociedade em recuperação judicial no Estado de Goiás, e não se relaciona com qualquer atuação da gestora, nem envolve quaisquer ativos do fundo.

Para ter uma melhor ideia do que está acontecendo, o CARE11 esclareceu que suas atividades  não serão afetadas pela investigação em curso, permanecendo em pleno funcionamento, sem qualquer tipo de interrupção, uma vez que os fatos investigados não dizem respeito as atividades desenvolvidas pelo fundo.

Portanto, em comunicado ao mercado, a gestora informou que foi aceita a renúncia do cargo de Diretor durante o período da investigação, sendo que a gestão dos fundos continua sob a responsabilidade da mesma equipe, liderada e coordenada pelo Diretor de Investimentos Sr. João Eduardo Santiago, profissional este que foi responsável pela concepção e definição das estratégias do fundo.

Apesar do ocorrido, o fundo reitera que atua em estrito atendimento a sua política de investimento, não tendo qualquer participação em aquisição de créditos de sociedades em recuperação judicial.

"Todas as informações do fundo estão disponíveis a qualquer tempo ao público investidor, tendo suas demonstrações financeiras devidamente auditadas e aprovadas, sem quaisquer ressalvas" informou sua gestora.

CARE11 - Um fundo de cemitérios

care11

CARE11 é um fundo imobiliário do tipo tijolo que possui uma gestão ativa e investe, preponderantemente, em ativos de cemitérios.

Chamado de FII Brazilian Graveyard and Death Care Services, hoje seu patrimônio liquido soma R$ 245 milhões com participação direta ou indireta em 11 cemitérios e milhares de jazigos avulsos em outros cemitérios.

Atualmente, o CARE11 leva o troféu de fundo imobiliário mais barato da bolsa, sendo negociado suas cotas com valores próximos de R$ 1,00.

Constituído em abril de 2011 e administrado pela Planner, o fundo possui cerca de 700 cotistas, todos eles apostando no lucrativo, mas pouco falado, "mercado da morte", que, segundo informações do mercado, a expectativa do CARE11 é de ter excedente de caixa para começar a pagar dividendos mensais a partir de 2020.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários