CEOC11 aponta liquidez ativa e rendimentos em novo estágio

FII CEO Cyrela Commercial Properties (CEOC11) é proprietário de sete andares corporativos (conjunto A) da Torre South Corporate do Edifício Corporate Executive Offices (CEO) situado na Barra da Tijuca, cidade do Rio de Janeiro.

Desenvolvido pela Cyrela Commercial Properties (CCP), o empreendimento, de alto padrão, conta com pavimentos de aproximadamente 1.590 m² de área BOMA cada, além de heliponto, boulevard com shopping e 38 vagas de estacionamento para cada andar corporativo.

O projeto foi classificado como Triple A e recebeu a certificação LEED Silver, conferida pelo U.S. Green Building Council (organização sem fins lucrativos, baseada em membros que promove a sustentabilidade no projeto, construção e operação de edifícios).

O empreendimento está 100% locado pelo TIM Celular S.A., onde o prazo da locação tem vigência até 31 de julho de 2030.

Mercado secundário ativo e rendimentos em novo patamar

Nesta terça-feira, 17 de dezembro de 2019, o fundo apresentou seus resultados referentes ao último mês de outubro. Conforme apresentado em seu relatório, as negociações tiveram um volume de R$ 2,5 milhões com 29.769 cotas negociadas.

Fazendo um comparativo nos últimos doze meses, sua liquidez demonstra períodos com volatilidade, destacando o maior volume negociado em junho de 2019, chegando a quase 100 mil cotas negociadas no mês.

Em seus rendimentos e distribuições, o fundo apresenta uma maior distribuição nos últimos 2 meses, R$ 0,57 por cota.

Saiba mais sobre o CEOC11

 FII CEO Cyrela Commercial Properties iniciou suas atividades no final de 2012, é um fundo imobiliário monoativo ( FIIs que possuem somente um ativo em seu portfólio) do tipo tijolo com gestão passiva e seus investimentos tem foco principal em imóveis do segmento de lajes corporativas.

Geralmente, fundos com o perfil do CEOC11 são assim representados pelo motivo de obterem imóveis físicos, podendo o fundo rentabilizar através da compra ou construção para gerar aluguéis ou também ganhar com a venda dos imóveis.

Com 0,2% de participação no IFIX (índice que representa a performance média das cotações dos FIIs negociados na bolsa de valores) e um patrimônio liquido de aproximadamente R$160 milhões, o fundo possui cerca de 5 mil cotistas e o BTG Pactual é seu administrador.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.

Comentários