Cotas do RECT11 valorizam 19,87% desde seu IPO em abril de 2019

O UBS (Br) Office (RECT11) é um fundo imobiliário que busca auferir receitas através do investimento e gestão ativa em ativos imobiliários de uso comercial.

Em seu relatório mensal referente a dezembro de 2019, seu consultor, REC Gestão de Recursos S.A., disponibilizou algumas informações importantes.

  • O RECT11 encerrou o mês de dezembro com distribuição de R$ 0,81 por cota, equivalente a 216% do CDI;
  • Conforme anúncio de encerramento da 2ª emissão de cotas do RECT11, publicado em 18 de dezembro de 2019, o fundo captou R$ 178 milhões, o que possibilitou à gestão dar início ao processo de crescimento e diversificação de ativos e locatários;
  • As cotas subscritas na 2ª emissão farão jus aos rendimentos, a partir da data de sua integralização;
  • Os detentores do recibo de subscrição com ticker RECT13 farão jus ao rendimento integral do mês, ou seja, R$0,81 por recibo, dado que sua integralização ocorreu em novembro;
  • Já os detentores do recibo de subscrição com ticker RECT14, farão jus ao rendimento a partir do dia 13 de dezembro de 2019, data de sua integralização. Tais recibos receberão rendimentos no valor de R$ 0,31 por recibo;

Com recursos da 2ª emissão, RECT11 compra 4 ativos para seu portfólio

Os recursos captados na 2ª emissão foram utilizados para adquirir os seguintes ativos corporativos.

  • Edifício Barra da Tijuca (30%) a um cap rate de 13,45% ao ano;
  • Edifício Evolution Corporate a um cap rate de 8,00% ao ano;
  • Edifício Parque da Cidade em Brasília a um cap rate de 9,17% ao ano; e
  • Edifício Canopus em Alphaville a um cap rate de 9,17% ao ano.

Ao final do mês de dezembro, os ativos detidos pelo RECT11 encontram-se investidos como seguem.

  • Imóveis: R$ 559.711.587;
  • Fundos de Investimentos de Renda Fixa (liquidez diária): R$ 44.575.177;
  • Outros ativos : R$ 44.786.528;
  • Total do ativo: R$ 649.073.292.

Com a conclusão da 2ª emissão de cotas, o patrimônio líquido (PL) do RECT11 fechou o mês de dezembro de 2019 em R$ 299 milhões.

Portfólio do RECT11 encerra 2019 com 4 imóveis distintos

O fundo encerrou o mês de dezembro investido em 4 imóveis distintos, com um total de 54.801 m² de área bruta locável.

rect11

Cotas do RECT11 valorizam 19,87% desde seu IPO em abril de 2019

No mercado secundário, a negociação das cotas do UBS (Br) Office foi iniciada em 29 de abril de 2019 com o preço de abertura correspondendo a R$ 100,00.

No encerramento do último mês de dezembro, a cota fechou em R$ 119,87.

O UBS (Br) Office é um fundo imobiliário do tipo tijolo administrado pelo BRL Trust. Sua taxa de administração + gestão atualmente é de 1,17% ao ano.

O RECT11 não cobra taxa de performance em seus resultados.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários