Gestão de riscos CVBI11: Conheça seu processo de investimento



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

O VBI CRI (CVBI11), fundo imobiliário que iniciou suas atividades em junho de 2019, divulgou seu relatório de gestão do mês de fevereiro/20.

O CVBI11 tem como objetivo a obtenção de renda e ganho de capital, através do investimento de, no mínimo, dois terços do seu patrimônio líquido diretamente em ativos de renda fixa de natureza Imobiliária, especificamente:

  • Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI);
  • Letras Hipotecárias (LH);
  • Letras de Crédito Imobiliário (LCI);
  • Letras Imobiliárias Garantidas (LIG);
  • Cotas de fundos de investimento imobiliário (FII); e
  • Certificados de potencial adicional de construção emitidos com base na Instrução da CVM.

CVBI11 - Principais acontecimentos e informações

O VBI Real State, gestor do CVBI11, apresentou as seguintes informações:

  • R$ 0,73 de dividendos por cota referente ao mês de fevereiro. Esta distribuição representa um dividend yield anualizado de 8,8% em relação a cota inicial de R$ 100,00;
  • No dia 27 de janeiro, o fundo encerrou a 3ª emissão de oferta pública de cotas;
  • A 3ª emissão de cotas foi objeto de oferta pública com esforços restritos (CVM 476) e contou com três liquidações. O resultado da alocação foi de R$ 200,0 milhões;
  • Durante o mês de fevereiro foram adquirimos um total de R$ 81,3 milhões em CRIs;
  • No mercado secundário, o valor da cota do fundo era de R$ 100,52, enquanto o valor patrimonial era de R$ 100,16;
  • Sua liquidez média diária foi de R$ 0,8 milhões. O volume negociado durante o mês atingiu o montante de R$ 15,3 milhões, o que corresponde a 4,3% do valor de mercado em 29 de fevereiro.

CVBI11 - Gestão de risco e processo de escolha de investimentos

cvbi11

Para o fundo VBI CRI, o portfólio será construído de acordo com as seguintes premissas:

  • Carteira pulverizada de títulos de crédito imobiliário, respeitando concentração máxima de risco por ativo de 10% do patrimônio líquido do fundo para todos os ativos;
  • 100% do PL em ativos com rating mínimo CR-9 (modelo VBI) e/ou rating equivalente a BBB local de agência de rating;
  • Ativos de séries subordinadas ou sem rating poderão perfazer no máximo 25% do PL; e
  • Diversificação geográfica: máximo de 25% do PL alocado numa única região metropolitana, com exceção da região metropolitana de São Paulo que poderá chegar a 100% do PL.

Ao investir em um ativo, a VBI Real Estate realiza uma análise de risco de crédito dos componentes da operação apontando os principais riscos inerentes ao investimento e seus possíveis desdobramentos e impactos sobre o patrimônio e retorno.

Após a obtenção do risco de crédito, é feita uma ponderação para obtenção do chamado “Rating Final” da operação. Os pesos desta ponderação dependem da natureza da concessão de crédito, a qual pode ser enquadrada em uma das quatro categorias abaixo:

cvbi11

O portfólio do CVBI11 é composto por participação em 23 CRIs distribuídos em grande parte dos setores imobiliários. Atualmente, o fundo possui cerca de 3,4 mil cotistas e seu patrimônio líquido é de R$ 353 bilhões.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários