Em sua 8ª emissão de cotas, KNCR11 deseja aumentar sua liquidez no mercado



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

Kinea Rendimentos Imobiliários (KNCR11), fundo imobiliário do tipo papel de maior patrimônio líquido da bolsa (PL de R$ 4,1 bilhões) e o terceiro maior FII em termos de representatividade no Ifix (5,9% de participação), divulgou nesta quinta-feira (05) seu Relatório Gerencial referente ao último mês de novembro.

De acordo com a sua gestão, ao fim de novembro o fundo apresentava uma alocação em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) de aproximadamente 93,7% e 5,9% da carteira estavam investidos em Letras de Crédito Imobiliárias (LCIs), de modo que seu portfólio de títulos de renda fixa imobiliária representa 99,6% do patrimônio. Os outros 0,4% estão alocados em caixa.

Ainda em novembro, o Kinea comunicou que foi concluído a distribuição de cotas de sua 8ª emissão, onde foi captado próximos R$ 442 milhões.

Na visão do gestor, essa nova emissão irá contribuir para o aumento de liquidez das cotas no mercado secundário e também poderá permitir a aquisição de novas operações contribuindo para a diversificação da carteira e diluição de riscos.

Vale lembrar que o objetivo do KNCR11 é gerar retorno aos seus cotistas através de um portfólio dedicado ao investimento em ativos de renda fixa de natureza imobiliária, especialmente em CRIs e LCIs.

Quanto a seus dividendos, será distribuído no próximo dia 12 de dezembro, R$ 0,44 por cota. Esse valor representa uma rentabilidade equivalente a 110,9% da taxa DI (taxa de juros praticadas nos empréstimos entre instituições financeiras), isenta do imposto de renda para pessoas físicas considerando a cota da oitava emissão, de R$104,30.

Composição da carteira do KNCR11

Atualmente a carteira do KNCR11 se mostra alocada, em relação aos seus indexadores, da seguinte maneira:

Mercado secundário, negociação e liquidez do KNCR11

No mês de novembro, foram transacionadas 1.312.250 cotas, totalizando um volume de R$ 135,25 milhões, correspondendo à uma média por volta de R$ 7,12 milhões por dia.

KNCR11 - Carteira de ativos

Ao término de novembro, o KNCR11 apresentava a seguinte carteira de CRIs e LCIs, conforme é possível constatar abaixo:

Nessa configuração, o fundo apresentou uma evolução patrimonial bastante representativa no último ano, conforme é possível visualizar na tabela abaixo, na qual representa o valor patrimonial referente ao último dia de cada mês, já deduzidos os rendimentos dos meses em questão:

O Kinea Rendimentos Imobiliários é um fundo imobiliário que teve o seu início em meados de 2012, que tem como gestor o Kinea Investimentos Ltda e como administrador a Intrag DTVM Ltda. Atualmente o fundo conta com 55 mil cotistas, uma taxa de administração de 1,08% ao ano e não possui taxa de performance.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários