02 de junho/20: Fechamento e principais destaques do dia



O IFIX apresentou nesta terça-feira (02), uma valorização de +1,06%, fechando o dia aos 2.704,72 pontos. No acumulado deste mês de junho e ano de 2020, a variação acumulada do índice é de +1,76% e -14,95%, respectivamente.

fiis

Mercado de FIIs: Principais destaques e notícias do dia

VSHO11 (Tijolo/Shoppings): Shoppings voltaram a funcionar

A administradora Votorantim Asset informou que dois shoppings do portfólio do fundo reabriram na segunda-feira, 01 de junho/20.

O Shopping Hortolândia, localizado em Hortolândia – SP, reabriu com horário reduzido, das 14h00 às 18h00, de segunda a domingo. Já o Shopping Valinhos, localizado em Valinhos – SP, reabriu também com horário reduzido, porém das 12h00 às 16h00, de segunda a domingo, sem prejuízo das demais medidas sanitárias aplicáveis.

 

VPSI11 (Tijolo/Shoppings): Shopping vai voltar a funcionar

Fundo comunicou que, seguindo as recomendações e orientações das autoridades públicas no combate ao COVID-19 e em observância ao decreto municipal onde está localizado seu empreendimento, o Polo Shopping Indaiatuba, integrante da carteira, reabrirá a partir de 3 de junho/20, com horário reduzido de funcionamento das 14h00 às 20h00, de segunda a domingo.

 

IBFF11 (FOF/Fundo de Fundos): Cancelamento da oferta pública da 2ª emissão de cotas

O administrador do fundo, BTG Pactual, em atendimento a manifestação dos cotistas, cancelou a 2ª emissão de cotas do fundo.

A carta divulgada ao mercado na noite de segunda-feira, 01 de junho/20, apresentou que muitos cotistas manifestaram sua insatisfação com a realização da oferta neste momento e nas condições apresentadas.

Na visão do Gestor do fundo, conforme orientação encaminhada ao administrador, os motivos que fundamentaram a 2ª emissão continuam válidos, e, apesar da instabilidade do mercado, em diversos aspectos, podem potencializar o retorno dos investimentos a longo prazo.

Portanto, considerando os possíveis reflexos negativos que a não observação da manifestação dos cotistas poderia trazer ao IBFF11, concluiu-se que seria melhor atender a mencionada manifestação e cancelar a 2ª emissão.

 

BPML11 (Tijolo/Shoppings): Destaques dos resultados de maio/20 – Relatório mensal

  • Fundo obteve no dia 08 de maio a primeira abertura de um de seus ativos, o Londrina Norte, mas ainda com alguns limitantes. O shopping vem funcionando em horário reduzido e com restrição de acesso a praça de alimentação, que permanece fechada para o consumo local.
  • Em termos operacionais, o fundo teve uma queda de 50% no fluxo de veículos nos primeiros dias após a reabertura, o que refletiu em uma redução de 43% dos termos de venda.
  • Os outros ativos, todos permaneceram o mês de maio fechados. Em Palmas e em Contagem, acredita-se na expectativa de reabertura ainda na segunda semana de junho. Nos demais, o fundo permanece aguardando o posicionamento dos órgão competentes.
  • O comportamento da cota no mercado secundário da B3 apresentou negociações em 90% dos pregões no mês, transacionando cerca de R$ 103 milhões.
  • O valor de mercado encerrou em R$ 93,45 por cota, representando um queda de 4,6% se comparado ao mês anterior.
  • BPML11 permanece com 7 ativos de shoppings, dos quais 3 estão alocados em sociedade de propósito específico (SPE).
  • Visando proteger o patrimônio do fundo, dado que ainda não é possível calcular o impacto nas operações e nos resultados nos próximos meses, a Administradora e a Gestora optaram por não realizar a antecipação mensal dos rendimentos do semestre.

 

BRCR11: Liquidez diária do FII reduz a patamares de 1 ano atrás

O FII BTG Pactual Corporate Office Fund (BRCR11) apresentou nesta terça-feira, 02 de junho/20, seu informativo mensal referente ao mês de maio/20.

No documento, o BTG Pactual, gestor do BRCR11, falou sobre a consulta que o fundo apresentou aos seus cotistas, referente a deliberação da 7ª emissão de cotas. Informou que o montante inicial da oferta é de pouco mais de R$ 262 milhões, podendo ser acrescido em até 20%.

Segundo o BTG, os recursos da oferta serão destinados a aquisição do Edifício Morumbi Corporate - Diamand Tower, após o cumprimento de algumas condições precedentes.

Carteira de ativos: Com 63 contratos de locação, são 12 ativos do segmento lajes corporativas do BRCR11 distribuídos nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Rendimentos: O valor distribuído em maio foi de R$ 0,43, equivalente a um dividendo de 0,46% para o mês (cota base R$92,00).

Rentabilidade: A cota obteve uma variação negativa de 1,9% no mês, partindo de R$92,36 em 30 de abril, para R$90,60 em 29 de maio. Considerando os rendimentos distribuídos, a cota decaiu 1,4%.

Liquidez: No mercado secundário, as cotas foram negociadas em 100% dos pregões com volume médio diário de aproximadamente R$ 2,4 milhões, a menor movimentação desde fevereiro de 2019.

O BRCR11 é um FII do tipo tijolo/escritórios que iniciou suas atividades em meados de 2007 e atualmente possui 93,4 mil cotistas com um patrimônio de R$ 2,5 bilhões. Sua taxa de administração é de 0,25% ao ano mais 1,1% de gestão, ambas sobre valor de mercado e sem o adicional de performance. Nos últimos 12 meses, a variação da cota é positiva em 0,77%.

Você Sabia? 38% dos shoppings brasileiros já estão abertos

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários