10 de julho/20: Fechamento e principais destaques do dia

IFIX apresentou nesta sexta-feira (10), uma valorização de 0,03%, fechando o dia aos 2.766,91 pontos. No acumulado deste mês de julho e ano de 2020, a variação do índice é de -1,40% e -13,57%, respectivamente.

fiis notícias fechamento

Mercado de FIIs: Principais destaques e notícias do dia

THRA11 (Tijolo/Escritórios): Rescisão parcial de locatário vai impactar distribuição de rendimentos do fundo

O fundo é proprietário de 5 andares do Edifício Thera Corporate localizado na Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, nº 105, na cidade de São Paulo. A administradora recebeu uma notificação do locatário que ocupa a totalidade do 4º andar e parte do 3º andar, informando a intenção de realizar a rescisão parcial do contrato de locação, com a devolução da área ocupada do 3º andar, permanecendo com a totalidade do 4º andar.

Com isso, a rescisão parcial impactará negativamente a receita do fundo em aproximadamente 12,40% em comparação às receitas do mês de junho/20, provocando um impacto na distribuição de rendimentos de, aproximadamente, R$ 0,08 por cota, considerando como base a última distribuição de rendimentos realizada (R$ 0,78).

 

TGAR11 (Híbrido): Administrador aprovou 8ª emissão de cotas

A Vórtx, administrador do fundo, aprovou no dia 09 de julho/20, a 8ª emissão de cotas do TG Ativo Real, no montante inicial de 2.454.390 novas cotas pelo valor de R$ 122,23 por cota, totalizando R$ 300.000.089,70 sem prejuízo da possibilidade da emissão e distribuição de lote adicional de novas cotas.

 

XTED11 (Tijolo/Escritórios): Cota do fundo valorizou 28,8% - Destaques de junho

  • O XTED11, no mês de junho, apresentou uma variação positiva da cota negociada no mercado secundário de 28,82%.
  • As tratativas com a empresa educacional, com a qual o fundo mantém negociações de locação de 100% do imóvel permanecem. As tratativas em cima da minuta do contrato de locação continuaram a ser discutidas entre as partes, porém ainda sem uma sinalização firme da empresa sobre a aprovação do projeto pela diretoria/conselho e sobre a data de assinatura.
  • A distribuição de rendimentos está suspensa até que as receitas provenientes dos alugueis e as despesas de manutenção seu ativo estejam novamente equalizadas, gerando resultado positivo.
  • XTED11 é um fundo monoativo dono do Edifício Atlântico Office em Macaé-RJ

Sobre lajes corporativas, o relatório do fundo apontou que o mercado de São Paulo continua apresentando bons resultados em junho. O preço do aluguel chegou à R$ 90,85 m², patamar que não era alcançado desde 2018. Por outro lado, houve um aumento da vacância dentro do mês, chegando em 18,2% além da absorção líquida negativa em -10,1 mil m², resultado influenciado principalmente por uma grande entrega na Av. Dr. Chucri Zaidan, com cerca de 43,5 mil m². No Rio de Janeiro foi registrada uma absorção líquida positiva de 6,4 mil m² dentro de junho, resultado influenciado por empresas que locaram as áreas antes do início da pandemia. O estado fechou o mês em 33,39% de taxa de vacância, com uma queda de 0,42%, e houve também uma queda de 0,64% no valor do aluguel pedido, atingindo R$ 93,82 m².

 

RBRR11 (Papel/CRI): Administrador aprovou 5ª emissão de cotas

O administrador BTG Pactual informou que neste dia 10 de julho/20, aprovou a 5ª emissão de cotas do RBR Rendimento High Grade.

O montante inicial será de 1.535.784 novas cotas no valor de R$ 97,67 por cota, totalizando cerca de R$ 150 milhões. O preço de emissão unitário foi fixado com base no valor patrimonial das cotas no último informe mensal (maio/20).

A oferta é exclusiva para investidores profissionais. No entanto, os cotistas do RBRR11 poderão exercer todos seus direitos na oferta.

 

CPTS11 (Papel/CRI): Administrador aprovou 7ª emissão de cotas

  • O administrador BTG Pactual informou que neste dia 10 de julho/20, aprovou a 7ª emissão de cotas do Capitania Securities II.
  • O montante será de até 1.277.140 cotas no valor de R$ 93,96 cada cota, sem considerar a taxa de distribuição primária, totalizando R$ 120 milhões.
  • O preço de subscrição de cada cota será de R$ 97,32 correspondente a soma do preço de emissão nova cota com a taxa de distribuição primária.
  • O investimento mínimo por investidor será de 257 cotas, totalizando R$ 25.011,24 considerando a taxa de distribuição primária.
  • A oferta é exclusiva para investidores profissionais. No entanto, os cotistas do CPTS11 poderão exercer todos seus direitos na oferta.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.

Comentários