FEXC11 - Confira os últimos resultados do BTG Pactual fundo de CRI

O fundo BTG Pactual fundo de CRI - FEXC11 - divulgou hoje (01) seu relatório de gestão referente à seus últimos resultados apresentados.

De acordo com a nota do gestor, foi divulgado os seguintes pontos:

  • A distribuição de rendimentos do FEXC11 referente ao mês de setembro foi de R$ 0,65 por cota;
  • O valor representa um dividend yield anualizado de 6,90%, considerando o preço da cota de fechamento do mês, de R$113,00;
  • Para os cotistas que adquiriram novas cotas na 9ª emissão, encerrada no mês de agosto, receberam os rendimentos dessa distribuição normalmente;
  • O valor patrimonial do fundo fechou o mês em R$ 248,8 milhões, ou R$101,83 por cota;
  • O valor de mercado fechou em R$ 276,12 milhões;
  • Nos últimos 12 meses, o fundo acumulou um retorno total de 19,00%, quando considerada a variação da cota e os rendimentos distribuídos;
  • O volume médio diário de negociação das cotas na Bolsa no mês foi de R$ 244 mil.
  • Em setembro a Gestora finalizou o processo de diligência e aprovação de novos CRIs que já foram adquiridos durante o mês de outubro, com volume de aproximadamente R$ 58 milhões;
  • A Gestora destacou que já possui operações aprovadas para investimento total dos recursos da 9ª emissão, as quais estão em fase de elaboração de documentação e diligência e deverão ser liquidadas nos próximos períodos.

Portfólio do FEXC11

Sobre seus ativos, sua gestão (BTG Pactual Gestora de Recursos LTDA) alocou da seguinte maneira:

Dos 100%  de recursos alocados, 42% está em ativos de renda fixa e 58% está em Certificados de recebíveis Imobiliários - CRIs. Os CRIs em sua maioria são do setor residencial, atingindo 60% da sua carteira alocada, sendo os outros 40%, no setor de varejo e corporativo. Veja as ilustrações:

Você já conhece o FEXC11?

FEXC11 é um fundo imobiliário do tipo papel. Seus investimentos são destinados principalmente a aplicações em títulos e valores mobiliários.

Foi constituído em abril de 2008 tendo como objeto investimentos em empreendimentos imobiliários, por meio da aquisição de ativos, sendo os principais:

  • Letras hipotecárias (LH);
  • Letras de crédito imobiliário (LCI);
  • Certificados de recebíveis imobiliários (CRI).

O BTG Pactual fundo de CRI foi estruturado em dezembro de 2010 e é o primeiro FII de CRI do mercado brasileiro.

Atualmente é administrado pelo BTG Pactual Serviços Financeiros S.A. DTVM, possui uma taxa de administração e gestão de 0,3% ao ano do seu patrimônio liquido, que de acordo com o último relatório está em próximos R$ 250 milhões.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.

Comentários