FII Hedge AAA retirou a proposta de compra do imóvel detido pelo TBOF11

A Hedge Investiments, na qualidade de administradora dos FIIs Hedge Top FOFII, FOFII 2 e FOFII 3, comunicou ao mercado no dia de hoje (19), que o FII Hedge AAA (HAAA) retirou a proposta de compra do imóvel detido pelo TBOF11.

O prédio comercial Condomínio Tower Bridge Corporate, está localizado na região da Berrini, zona sul de São Paulo.

Segundo o documento, foi apresentado um aditamento da proposta para a aquisição do Condomínio, único imóvel pertencente ao fundo imobiliário TBOF11, aumentando o valor de aquisição para R$ 1.005 bilhões.

No entanto, foi apresentado também a proposta de aquisição feita pelo JS Real Estate Multigestão FII (JSRE11), no valor de R$ 1.055.250.000,00.

Com isso, em vista do recebimento da nova proposta do JSRE, o HAAA retirou sua proposta de compra do empreendimento.

Assim, em conjunto com outros cotistas, o fundo solicitou à BTG Pactual, administradora do TBOF11, que seja realizada uma nova convocação de assembleia para decidir sobre a venda do imóvel, conforme proposta de aquisição feita pelo JSRE.

Na carta enviada segunda-feira (18) à adminstradora BTG Pactual, a Hedge Investiments, na qualidade de adminstradora dos fundos titulares de mais de 5% da totalidade das cotas emitidas do FII TB Office, solicitou a convocação da assembleia, na qual todos os cotistas do fundo poderão debater sobre os assuntos abordados.

O pedido dos cotistas solicitantes foi que seja convocada a assembleia até o próximo dia 22 de novembro, para ser realizada no dia 09 de dezembro.

Em resposta, BTG Pactual, em atendimento à solicitação dos cotistas, convocou a assembleia para ser realizada no dia proposto, afim de discutir e votar a aprovação da venda da integralidade do empreendimento "Condominio Tower Bridge Corporate", nos termos da proposta, para subsequente liquidação do fundo, e decidir sobre a necessidade ou não de reembolso dos custos incorridos com a convocação da assembleia.

Por fim, a administradora do TBOF11 informou que os assuntos que serão discutidos, mencionados acima, deverão ser tomados por maioria dos cotistas presentes, que representem ao menos 25% das cotas emitidas pelo fundo.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.

Comentários