03 de agosto/20: Fechamento e principais destaques do dia



IFIX apresentou nesta segunda-feira (03), uma desvalorização de 0,69%, fechando o dia aos 2.714,27 pontos. No acumulado do mês de agosto e ano de 2020, a variação do índice é de -0,69% e -15,48%, respectivamente.

fiis notícias

Mercado de FIIs: Principais destaques e notícias do dia

XPLG11 (Tijolo/Galpões) vai desembolsar R$ 374 milhões em nova aquisição para seu portfólio

A Vórtx, administradora do XP LOG, informou que o fundo celebrou um contrato para a aquisição de ativos, que corresponderá a 83% da futura unidade autônoma do empreendimento imobiliário com destinação logística a ser construído pela REC Log SP, que deverá totalizar a área construída de 79.973,00 m².

Para esta aquisição, o XPLG11 vai desembolsar R$ 374.647.803,79. Estima-se que os rendimentos provenientes da locação dos imóveis serão de aproximadamente R$0,56 por cota nos próximos 12 meses (média mensal de R$0,04 por cota).

 

HTMX11 (Tijolo/Hotéis): setor de atuação do fundo tem sofrido drasticamente os impactos do vírus - Destaques de julho

O setor de atuação do fundo tem sofrido drasticamente os impactos do covid-19 e terá grandes desafios a serem enfrentados nos próximos meses. Buscando maximizar o ganho final dos cotistas, sua gestão informou que a estratégia de venda continua sendo desenvolvida de maneira gradual, em ritmo desacelerado.

Nos rendimentos, como não houve entrada de receitas suficiente para cobrir os custos operacionais, todos os hotéis da carteira não realizaram distribuição.

Devido à pandemia ocasionada pelo Covid-19, muitos hotéis da carteira acabaram interrompendo momentaneamente suas operações.

Visando a manutenção da saúde dos empreendimentos investidos, o HTMX11 arcou com aportes pontuais em alguns empreendimentos ao longo dos últimos meses. No entanto, passada a atual crise, a gestão afirmou que encabeçará esforços para que esses valores aportados sejam ressarcidos.

Em relação ao portfólio, durante junho, nenhuma unidade hoteleira foi vendida. Desde novembro de 2012, o fundo vendeu 440 unidades hoteleiras, perfazendo o valor de R$ 46,13 por cota amortizada. No início de julho, a carteira do fundo começou operando com 456 unidades hoteleiras em 23 hotéis.

No mercado secundário, a cota do HTMX11 desvalorizou 5,38% em julho.

Sobre a 15ª emissão de cotas aprovada em março, o fundo declarou que devido ao novo cenário existente, acarretado pela pandemia do coronavírus, em conjunto com a BTG Gestora de Recursos LTDA optaram por aguardar um momento mais adequado para definição da retomada ou não da nova captação.

 

MXRF11 (Híbrido) anunciou o começo de sua 6ª emissão de cotas

Fundo informou na tarde desta segunda-feira (03) o início da distribuição da 6ª emissão pública de até 50.352.467 novas cotas, com valor unitário de R$ 9,93, de acordo com o valor patrimonial das cotas do fundo em 30 de junho/20, com aplicação de desconto de 3,07%, observado que tal valor não inclui a taxa de distribuição primária, perfazendo o montante total de cerca de R$ 500 milhões.

Em linha com a proposta da administradora divulgada em 10 de junho/20, os atuais cotistas terão direito de preferência para subscrição das novas cotas, durante o período de 10 dias úteis contados a partir do 5º dia útil após a divulgação do anúncio de início.

 

RFOF11 (Fundo de Fundos/FOF) finaliza o mês de julho com 99% de seu capital alocado em cotas de FIIs

Fundo informou que 99% dos recursos captados em sua 1ª emissão de cotas já estão alocados em cotas de Fundos Imobiliários. O processo de alocação inicial, portanto, está concluído.

De acordo com o documento divulgado neste dia 03, as alocações foram, até o momento, destinadas a 25 FIIs, divididos em diversos subsegmentos do mercado imobiliário. Estas alocações foram realizadas tanto por meio da adesão, pelo RFOF11, a ofertas primárias, bem como em operações no mercado secundário.

Seu administrador achou importante destacar que 23,4% da posição foi construída mediante a adesão às ofertas primárias destinadas a público restrito (ICVM 476).

O valor anunciado de distribuição por cota, referente ao mês de julho/20 foi de R$ 0,25 por cota (Dividendo 0,33%, cota base R$ 74,33). Esses dividendos recebidos pelo fundo são referentes à posição que possuía em FIIs ao longo dos meses de maio e junho, aproximadamente. O RFOF11 iniciou suas negociações no mercado da B3 em fevereiro/20.

 

Quer saber mais sobre os Fundos Imobiliários? Em nosso e-book gratuito detalhamos cada segmento do mercado e seus principais indicadores.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários