04 de setembro/20: fechamento e principais destaques do dia



IFIX apresentou nesta sexta-feira (04), uma valorização de 0,34%, fechando o dia aos 2.789,02 pontos. No acumulado do mês de setembro e ano de 2020, a variação do índice é de +0,25% e -12,77%, respectivamente.

Mercado de FIIs: principais destaques e notícias do dia

CPTS11 (Papel/CRI) encerrou a distribuição da 7ª emissão cotas

  • O BTG Pactual informou que foi encerrado nesta sexta-feira (04), a distribuição da 7ª emissão de novas cotas do fundo. Foram integralizadas 688.248 novas cotas que acumularam um montante de R$ 66.980.295,36.

 

TCIN11 suspende início de negociações no mercado secundário da B3

  • O Administrador do fundo (Socopa) divulgou que houve a suspensão da data de início das negociações das cotas no mercado secundário, previstas para começar na próxima terça-feira, dia 08 de setembro. Ainda não foi divulgado a nova data.
  • O fundo de investimento imobiliário Tourmalet V - Edifício Cidade Nova (TCIN11) foi constituído em outubro de 2019 com o objeto de investir em empreendimentos imobiliários comerciais ou residenciais, incluindo, mas não se limitando, a unidades autônomas objeto de incorporação imobiliária residencial e comercial, participação em sociedades cujo único propósito se enquadre entre as atividades permitidas, e/ou imóveis ou terrenos não incorporados.

 

HSML11 (Tijolo/Shoppings) fez o maior IPO de um Fundo Imobiliário no segmento de Shopping Centers do Brasil - Destaques de 2º semestre

Neste dia 4 de setembro/20, o FII de shopoping HSML divulgou uma apresentação de resultados e a planilha de fundamentos referente aos 1º e 2º trimestres de 2020. Veja os destaques da introdução:

O crescimento no 1º trimestre foi bastante tímido tendo em vista que o mês de Março foi fortemente impactado pela pandemia do corona vírus.

O segundo trimestre foi o mais impactado, onde os shoppings ficaram integralmente fechados. A HSI juntamente com a administradora dos ativos, a Saphyr Shopping Centers, não mediram esforços afim de alcançar a maior flexibilidade junto aos lojistas.

Mesmo diante deste cenário, o HSML11 distribuiu R$ 2,00 em rendimentos totais durante o semestre. A tendência à partir do mês de agosto é positiva tendo em vista a reabertura de 100% dos ativos do portfólio.

Histórico de aquisições do HSML11:

  • Jul/19: maior IPO de um Fundo Imobiliário no segmento de Shopping Centers do Brasil. 1º Emissão de Cotas - Captação de R$ 675 milhões.
  • Ago/19: Aquisição de 100% do Shopping Pátio Maceió (AL) e Aquisição de 51% do Shopping Granja Vianna (SP).
  • Set/19: Aquisição de 57,8% do Super Shopping Osasco (SP).
  • Dez/19: 2º Emissão de Cotas - Captação de R$ 885 milhões.
  • Jan/20: Aquisição de 96,67% do Via Verde Shopping (AC).
  • Jun/20: Aquisição de 100% do Shopping Metrô Tucuruvi (SP).

 

BTLG11 (Tijolo/Galpões): administrador aprovou a 9ª emissão de cotas nesta sexta-feira (04)

  • O BTG Pactual (administrador) aprovou nesta sexta-feira (04) a realização da 9ª emissão de cotas do BTG Pactual Logística. Serão, inicialmente, ofertadas 5 milhões de cotas com preço de emissão de R$ 100,00 cada, acrescido do custo unitário de distribuição no valor de R$3,50.

 

TRXF11 (Híbrido) pode chegar a distribuir R$ 0,70 por cota ainda este ano - Destaques de agosto

  • No dia 07, foi realizado uma assembleia de cotistas, que aprovou as demonstrações financeiras do fundo relativas ao exercício findo em 31 de dezembro de 2019.
  • No dia 31, foi comunicada a finalização do processo de aquisição dos 39 imóveis do Grupo Pão de Açúcar, com a conclusão da aquisição e posterior locação de mais 11 imóveis ao Pão de Açúcar por 15 anos na modalidade Sale and Leaseback. Com a conclusão da operação com o GPA, o TRXF11 passou a ser o proprietário direto de 26 imóveis e indireto de 17 imóveis, de propriedade do TRXB11.
  • Rendimentos de R$ 0,34 por cota, que representa um dividend yield anualizado de 4,02% e 0,33% no mês, ambas sobre a cota de mercado de R$ 101,50. O pagamento será liquidado em 15 de setembro/20 aos investidores detentores de cotas no dia 31 de agosto.
  • Além disso, também foram anunciadas as distribuições por direito de subscrição da 3ª emissão de cotas, sendo R$ 0,11 por direito de subscrição com código de TRXF25 e R$ 0,06 por direito de subscrição com código de TRXF26. Os pagamentos serão realizados aos investidores que detinham cotas em 31 de agosto.
  • Para este mês de setembro, a projeção de distribuição é de R$ 0,45 por cota e a partir de outubro a projeção é que a distribuição volte ao patamar entre R$ 0,64 e R$ 0,70 por cota, o que representa um dividend yield anualizado médio de 7,92% para a cota de fechamento de agosto.
  • As cotas negociadas no mercado secundário sofreram desvalorização de - 3,03% no mês. Desde o início das negociações da cota do TRXF na B3, a rentabilidade total, que inclui a variação da cota no secundário e a distribuição de dividendos, é de 5,03%, contra -10,84% do IFIX, no mesmo período de comparação.
  • O número de cotistas mais uma vez apresentou crescimento expressivo em agosto e superou a marca de 7 mil investidores. Já o volume diário médio negociado no mês superou o valor de R$ 3,5 milhões por dia.

 

RBVA11 (Tijolo/Outros) explica andamento dos processos movidos por seu locatário Banco Santander (Brasil)

A Rio Bravo investimentos, administradora, atualizou o mercado sobre os 28 processos movidos pelo locatário Banco Santander (Brasil) em face do fundo. Os destaques do comunicado foram os seguintes pontos:

  • Houve um esforço ativo, por parte dos advogados do fundo, tanto para a revogação das liminares que haviam sido aceitas em um primeiro momento, quanto para a rejeição daquelas ainda não apreciadas. Essa ação rápida e consistente da Rio Bravo permitiu um cenário totalmente favorável ao RBVA11 no primeiro momento, com todas as 28 liminares rejeitadas e nenhuma liminar deferida.
  • Na sequência, a locatária teve a possibilidade de recorrer das decisões. Portanto, até às 18h do dia 04 de setembro, dos 28 processos, o Tribunal de Justiça de São Paulo já se manifestou em 26, sendo que todas as manifestações foram favoráveis ao RBVA11.
  • Sobre potenciais efeitos, as liminares desses processos poderiam impactar de imediato em 50% as receitas provenientes da locatária, que daria aproximadamente 27% das receitas atuais do fundo. Mas, o status atual de rejeição de 100% das liminares corrobora a visão do RBVA11 de que os valores não devem ser revistos, trazendo conforto para os cotistas até que as matérias sejam julgadas em definitivo.

 

VCJR11 (Papel/CRI) atinge dois importantes marcos em agosto - Destaques do mês

  • 1 - Aprovação no dia 31 de agosto, pelos cotistas, da alteração do público alvo do fundo para Investidores em Geral, antes restrito apenas a Investidores Qualificados.
  • 2 - Investimento em CRI no valor de pouco mais de R$43 milhões, atingindo assim uma alocação de aproximadamente 97% dos recursos do fundo em CRIs, sendo que 97,7% dos ativos são lastreados em empreendimentos imobiliários no Estado de São Paulo.
  • Nos rendimentos, a distribuição será de R$0,61 por cota e será paga no dia 14 de setembro/20. Esse valor representa uma rentabilidade líquida, isenta de imposto para pessoas físicas, de 381% da taxa DI no período.
  • A Vectis (gestor) ressaltou que a carteira do VCJR11 continua com ótima performance, saudável, com valores de suas garantias inalterados e adimplente com todas suas obrigações.

 

Iai, vai fazer o que neste fim de semana? Separe uma horinha do seu dia e a aprenda com nosso e-book gratuito os principais conceitos que um investidor de FIIs precisa saber.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários