26 de agosto/20: fechamento e principais destaques do dia



IFIX apresentou nesta quarta-feira (26), uma desvalorização de 0,03%, fechando o dia aos 2.776,67 pontos. No acumulado do mês de agosto e ano de 2020, a variação do índice é de +1,58% e -13,21%, respectivamente.

Mercado de FIIs: principais destaques e notícias do dia

MGFF11 (Fundo de Fundos/FOF): rendimento do ano supera a média dos principais FOFs - Destaques de julho

  • De acordo com as informações publicadas, os destaques do mês foram os seguintes:
  • Conclusão da alocação dos recursos da 5ª emissão de cotas.
  • Neste ano, até o mês de julho, houve um crescimento significativo da exposição em estratégias de renda, passando de 26% para 40% do portfólio. Esse movimento traz menor dependência da realização de ganhos de capital para manter os atuais patamares de dividendos.
  • O mês de julho foi o 19º mês consecutivo com dividend yield anualizado de 7,5% ou superior.
  • Considerando apenas os sete meses de 2020, a distribuição está em 4,38 reais/cota (ou 4,41%, considerando o preço médio da cota do MGFF11 no ano), o que supera a média dos principais fundos de fundos do mercado em 10%.
  • Sobre possíveis próximos movimentos do fundo, suas atenções têm se voltado para os segmentos de lajes corporativas e de recebíveis imobiliários.
  • O Mogno apresenta uma alocação bem diversificada em seu portfólio. São R$ 771 milhões distribuídos em participações nos setores de shoppings, corporativo, recebíveis, logísticos, dentre outros
  • Em seus rendimentos, o MGFF11 distribuiu uma renda de R$ 0,56 por cota (Dividendo, 0,59%, cota base R$ 94,00). Esse valor foi pago no dia 14 de agosto aos detentores de cotas no dia 07 de agosto.
  • No mercado secundário, suas cotas movimentaram cerca de R$ 2,8 milhões por dia e registraram uma desvalorização de 5,4%, partindo de R$ 98,41 em 30 de junho, para R$ 93,10 em 31 de julho. Hoje, 26 de agosto, a cota iniciou o dia sendo negociada a R$ 94,10.

 

RBRL11 (Tijolo/Galpões) anunciou sua 3ª emissão de cotas. Montante inicial será de R$ 352 milhões

  • A BRL Trust (administrador) informou que aprovou a 3ª emissão de cotas do fundo no montante inicial de R$ 352 milhões.
  • As cotas da serão destinadas ao público em geral (CVM 400), ficando assegurado aos cotistas o direito de preferência na subscrição de novas cotas. A quantidade de cotas e o preço da emissão ainda serão definidos.

 

HBTT11 (Papel/CRI) e HABT11 (Papel/CRI): administrador propõe incorporação dos FIIS

  • Os fundos, ambos administrados pela Vórtx, informaram ao mercado que vão realizar uma assembleia para, dentre outros assuntos, discutir sobre a incorporação dos fundos buscando unificá-los e se tornando apenas HABT11, consolidando os respectivos patrimônios e cotistas de forma a melhorar liquidez, gerar ganhos de escala no âmbito comercial, capturar sinergia vislumbradas nos ativos de ambos os fundos de investimento, pulverizar a carteira de ativos, otimizar gestão e diluir despesas.
  • A incorporação será submetida à aprovação dos cotistas de cada fundo.

 

TGAR11 (Híbrido/Desenvolvimento) encerrou sua 8ª emissão de cotas. Captação foi de R$ 297 milhões

  • Fundo informou que encerrou em 25 de agosto, sua distribuição pública de cotas da 8ª emissão, a qual foram subscritas 2.432.111 novas cotas, cada uma com preço unitário de R$122,23 (sem considerar a Taxa de Distribuição Primária), perfazendo a oferta o montante total de R$ 297.276.928,00.

 

MALL11 (Tijolo/Shoppings) conta com renda mínima garantida (RMG) e possui rendimentos acumulados - Destaques de julho

  • Ao final de julho, 100% dos shoppings do portfólio do MALL11 encontravam-se abertos e operando em horário reduzido. Os shoppings seguem um protocolo robusto de segurança e higiene, de forma a evitar a disseminação da contaminação pelo COVID-19.
  • As administradoras dos shoppings continuam com suas frentes de atuação no que tange à cobrança de aluguel, gestão de redução das despesas do condomínio dos lojistas, redução de custos fixos, renegociação com fornecedores e a postergação de determinadas obrigações.
  • Seu patrimônio (R$ 800 milhões) é composto por 7 shoppings centers distribuídos nas regiões nordeste e sudeste do Brasil.
  • O resultado das receitas operacionais imobiliárias do fundo foi duramente afetado pelo impacto no setor de shoppings, que, por sua vez, impactaram a distribuição aos cotistas.
  • No dia 31/07/2020, o fundo divulgou sua distribuição de rendimentos no valor de R$ 0,15 por cota (dividendo 0,17%, cota base R$ 85,53), permanecendo um saldo a distribuir equivalente a aproximadamente 5 centavos por cota.
  • O MALL11 conta com mecanismos de renda mínima garantida em determinadas aquisições. Aproximadamente 1/3 do seu patrimônio líquido conta com esse mecanismo, que garante uma distribuição, mesmo diante de períodos de crise.
  • No mercado secundário, sua cota desvalorizou 1,69%, apresentando negociação diária média acima de R$ 1,6 milhões com presença em 100% dos pregões.

 

RCRB11 (Tijolo/Escritórios) foi o terceiro fundo com melhor desempenho no pagamento de proventos entre os FIIs na crise - Destaques de julho

  • Nos rendimentos, o resultado foi de R$ 0,65/cota e distribuição de R$ 0,80/cota (dividendo 0,47%, cota base R$ 167,89). O resultado não foi impactado negativamente por qualquer diferimento, o que mostra que os locatários podem ter passado pelo pior momento de turbulência que afetou relevantemente a economia do país.
  • O resultado não-recorrente, somado ao resultado recorrente de receitas de aluguéis permitiu uma média mensal de distribuição de R$ 0,88/cota no primeiro semestre de 2020.
  • Segundo informou seu relatório, o Rio Bravo Renda Corporativa foi o terceiro fundo com melhor desempenho no pagamento de proventos entre os fundos imobiliários na crise (comparação fevereiro vs. junho, amostra IFIX – 120 fundos).
  • Fundo recebeu notificação formal da MMF Advogados, locatária do 10º andar do Parque Paulista, quanto ao interesse na rescisão antecipada do contrato de locação. A locatária representa cerca de 2% da receita contratada do Fundo e deve permanecer no imóvel até o final de dezembro de 2020, quando termina o seu aviso prévio. Com isso, a vacância física projetada do fundo passa a ser de 8,6%.
  • O Cetenco Plaza passou por um recente retrofit em sua recepção e foi reclassificado pela Buldings para categoria A.
  • Foi efetivado a alienação do 8º andar do Edifício Parque Paulista, com ABL de 575,6 m², pelo valor de R$ 11,9 milhões. A venda foi realizada por um valor 30% acima do valor patrimonial do ativo.
  • Sobre a 8ª emissão de cotas, a fim de fornecer alinhamento de interesse entre a gestora e os cotistas, a Rio Bravo concederá um desconto temporário sobre o valor devido à título de Taxa de Administração referente ao valor captado e não alocado.
  • Em termos de liquidez, o número de cotas negociadas teve aumento de 106% frente ao mesmo período do ano anterior e o volume médio diário negociado no mês também teve crescimento de 99% no mesmo período.
  • O patrimônio (R$ 588 milhões) é composto por 11 ativos localizados nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

 

VRTA11 (Papel/CRI): cota movimentou cerca de R$ 54 milhões no mês e registrou uma valorização de 2,77% - Destaques de julho

  • O fundo concluiu o mês com R$ 105,72 de cota patrimonial e R$ 112,01 de cota a mercado.
  • Nos rendimentos, distribuiu R$ 0,61 por cota (dividendo 0,54%, cota base R$ 112,01).
  • No início deste mês de agosto, houve a liquidação da 7ª emissão de cotas com 5.149.510 novas cotas e captação de R$ 510 milhões.
  • Frente a situação da pandemia, 6 CRIs da carteira passaram por renegociação e 3 cedentes informaram a intenção de realizar o resgate antecipado dos CRIs.
  • Seu patrimônio (R$ 803 milhões, base jul/20) está alocado em CRIs (69%) e caixa (31%).
  • No mercado secundário, sua cota movimentou cerca de R$ 54 milhões no mês e registrou uma valorização de 2,77%.

 

Se você deseja entender um pouco mais da dinâmica de funcionamento da indústria de FIIs, acesse nosso e-book gratuito. Ele vai te explicar isso e muito mais.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários