30 de julho/20: Fechamento e principais destaques do dia

IFIX apresentou nesta quinta-feira (30), uma valorização de 0,38%, fechando o dia aos 2.733,65 pontos. No acumulado deste mês de julho e ano de 2020, a variação do índice é de -2,60% e -14,77%, respectivamente.

tabela fiis

Mercado de FIIs: Principais destaques e notícias do dia

RBDS11 (Tijolo/Desenvolvimento) está em fase de desinvestimento - Destaques de junho

O fundo está em fase de desinvestimento, ocorrendo neste período apenas as distribuições do fluxo de caixa dos projetos investidos, já com resultados consolidados. Portanto, não é recomendado a consideração das distribuições para cálculo de yield e parâmetro para aquisição de cotas no mercado secundário. Em junho, o fundo não realizou amortização de capital ou distribuição de resultados.

O RB Capital Desenvolvimento Residencial II investe em permutas físicas e financeiras, ou estruturas similares, de projetos residenciais, adquire participações societárias em SPE que desenvolvem empreendimentos imobiliários residenciais, localizados em diferentes regiões do Brasil, geralmente em fase inicial de incorporação.

Atualmente, a carteira do FII possui 23 empreendimentos com obras 100% concluídas, sendo 05  em fase de desinvestimento e 18 já 100% desinvestidos.

De acordo com o relatório do RBDS11, a última pesquisa do mercado imobiliário realizada pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação) apurou que em números de unidades vendidas, os últimos 12 meses somaram 50.285, ainda representando aumento (de 52,1%) em relação ao período anterior.

No comparativo mensal, o indicador aponta redução de 26%. Já o Valor Geral de Vendas (VGV) em junho totalizou R$ 859,9 milhões, resultando em uma queda de 52,6% se comparada ao mesmo mês de 2019. A pesquisa também apurou que o indicador de Vendas sobre Ofertas (VSO), que apura o percentual de vendas em relação ao total de unidades ofertadas no mercado, foi de 6,9% em junho, apresentando alta em relação ao mês anterior, quando totalizou 5,4%.

Adicionalmente o relatório apurou redução no lançamento de unidades residenciais em junho de 2020, sendo 1570 unidades ante 2806 unidades lançadas em maio de 2019. Unidades com dois dormitórios e com área útil menor de 45 m² lideraram todos os indicadores no período: Vendas, Oferta, VGV e VGO (Volume Geral de Oferta).

 

HGLG11 (Tijolo/Galpões): Período de exercício do direito de preferência da 6ª emissão de cotas foi encerrado hoje

Fundo informou que neste dia 30 de julho foi encerrado o período de exercício do direito de preferência, que contou com a subscrição de 2.785.776 cotas, no valor de R$ 418.200.693,12. A partir de amanhã (31), será iniciado o período de subscrição das 2.676.520 cotas remanescentes.

 

IRDM11 (Papel/CRI): Período de subscrição das sobras e montante adicional da 7ª emissão iniciou hoje

Fundo encerrou no dia 29 de julho, o prazo para o exercício do direito de preferência da 7ª emissão de cotas. No período, os cotistas puderam exercer o direito na subscrição das 3.531.901 cotas, a R$ 96,79, já inclusa a taxa de distribuição, que totalizam o montante de R$ 341.852.697,79.

Dentre o montante, houve a colocação de 2.640.791 cotas junto à B3 e 52 novas cotas junto ao agente escriturador das cotas do fundo, restando 891.058 cotas, no montante de R$ 86.245.503,82, que poderão ser subscritas e integralizadas durante o período de subscrição das sobras e montante adicional, que iniciou hoje (30) e vai até o próximo dia 5 de agosto, pelos cotistas que exerceram seu direito de preferência.

 

VRTA11 (Papel/CRI): Liquidez foi a maior desde outubro/19 - Destaques de junho

O fundo concluiu o mês com R$ 105,12 de cota patrimonial e R$ 108,99 de cota à mercado. Foram distribuídos R$ 0,96 (R$ 9,36 nos últimos 12 meses), perfazendo um dividendo de 0,91% no mês (11,53% anualizado) sobre a cota patrimonial e um dividendo de 0,88% (11,10% anualizado) sobre a cota de mercado.

O VRTA11 diminuiu sua posição de caixa ao longo de junho, utilizando os recursos na aquisição de CRIs, finalizando o mês com R$ 7,7 milhões em caixa, representando 1% do portfólio. Os restantes 99% estão alocados em CRIs.

Frente a situação da pandemia, 5 CRIs da carteira do fundo passaram por renegociação. No entanto, não prejudicou a distribuição dos dividendos aos cotistas.

No mercado secundário, foram movimentados cerca de R$ 65 milhões e a cota do VRTA11 desvalorizou 2,8%. A liquidez de junho foi a maior desde outubro/19.

 

Como avaliar os ativos que compõem o portfólio de um fundo imobiliário? Tiramos essa dúvida e muitas outras em nosso minicurso gratuito.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.

Comentários