FLMA11 reduz valor de aluguel e impacto chega a 30% nas receitas



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

Fundo Imobiliário Continental Square Faria Lima (FLMA11) divulgou ao mercado seu relatório gerencial referente ao último mês de abril/20.

Em relação aos impactos provocados pela pandemia do covid19, seu administrador RB Capital, informou que 4 inquilinos solicitaram desconto no aluguel de março, com impacto no resultado distribuído em maio.

Em resposta aos locatários, o FLMA11 aplicou uma redução no aluguel com um impacto de aproximadamente 30% na receita de locação dos escritórios no mês. Essa redução, no entanto, será paga no aluguel do mês de janeiro/21.

Abaixo, seguem as movimentações das cotas na B3 e as informações financeiras do fundo no mês de referência, juntamente com um comparativo aos anos anteriores.

flma11

De acordo com os números apresentados no quadro abaixo, é possível perceber o aumento expressivo que aconteceu comparando com os mesmos meses de 2019, no que tange a quantidade de negócios e a quantidade de cotas do FLMA11 negociadas no período.

flma11

Repare que nos meses de janeiro (1) e março (3) a quantidade de cotas negociadas foi superior a 1,5 milhões. Já no mês de abril (4), essa quantidade chegou perto de 1 milhão, valor bastante inferior quando comparado as movimentações nos primeiros meses de 2020.

Preço da cota: Na figura abaixo podemos perceber que em 2018 a cota não obteve muitos avanços. Já em 2019, a valorização foi bastante perceptível, atingindo valores surpreendentes para o fundo. No entanto, repare que para esse ano de 2020, os valores estão tendendo a voltar aos patamares de 2018.

flma11

Em seus rendimentos, os valores distribuídos foram de R$ 0,0078 por cota, que representam um dividendo de 0,22% no mês (cota base R$ 3,40). Este montante foi gerado através de receitas recebidas, as despesas incorridas e a reserva constituída no mês de abril.

FLMA11 - FII do tipo tijolo renda gestão ativa

O FLMA11 é um fundo imobiliário administrado e gerido pela BR-Capital DTVM, que possui como prestador de serviços de consultoria a Unitas.

É do tipo híbrido, ou seja, investe em dois tipos de empreendimentos imobiliários: lajes corporativas/escritórios e hotéis, sendo 4,5 andares em edifício comercial, de padrão construtivo AA e divididos em 18 salas comerciais, e 75% do Hotel Pullman São Paulo Vila Olímpia, uma região de ótima visibilidade locatícia na capital paulista.

flma11

O seu patrimônio líquido atualmente é de R$ 200 milhões, e sua taxa de administração e gestão é de 2% sobre o resultado a ser distribuído aos cotistas.

O FLMA11 teve o seu início em 2003, tendo tido, até hoje, apenas sua primeira emissão de cotas, que foi feita no seu IPO (abertura de capital), possuindo, portanto, 69.033.500 cotas no mercado.

O FLMA11  possui cerca de 60 mil cotistas e uma participação de 0,3% no índice que representa os fundos imobiliários na bolsa de valores (IFIX). Nos últimos doze meses, apresenta uma desvalorização de -7,71% no mercado secundário.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários