GGRC11 - Com avanço na compra de imóvel, fundo aumenta sua rentabilidade

O FII GGR Copevi Renda - GGRC11 - fundo de investimento imobiliário do tipo tijolo enviou uma carta ao mercado na última sexta-feria (29), para informar o avanço da aquisição de um imóvel, que foi comunicado em publicação no dia 24 de outubro de 2019.

Neste dia 24, foi assinado um documento (Promessa de Compra e Venda), cujo o objetivo foi a aquisição do imóvel localizado na Cidade de Igarassu, Estado de Pernambuco.

O Imóvel consiste em um terreno urbano com área total de 33.582,25m² e área a ser construída de 14.988,27m².

Segundo foi informado, será feito a edificação de um galpão industrial através de um contrato de locação atípico na modalidade built-to-suit (BTS) para uma empresa que desenvolve, fábrica e entrega produtos, sistemas e serviços para os setores automotivo, de energia e engenharia,  pelo valor de R$ 66 milhões, que serão pagos em tranches.

"Tranche é uma divisão de um contrato. É constantemente utilizado também para determinar a forma de pagamento parcelado. Por exemplo, uma compra de um terreno pode ocorrer por meio de pagamento de várias tranches."

O valor a ser pago foi distribuído em 8 tranches, sendo acordado de seguinte maneira:

  • 1ª tranche: 30% do valor de aquisição;
  • 2ª tranche: 10% do valor de aquisição;
  • 3ª tranche: 10% do valor de aquisição;
  • 4ª tranche: 10% do valor de aquisição;
  • 5ª tranche: 10% do valor de aquisição;
  • 6ª tranche: 10% do valor de aquisição;
  • 7ª tranche: 18% do valor de aquisição;
  • 8ª tranche: 2% do valor de aquisição.

Leia também: GGRC11 - Gestora Supenova Capital esclarece envolvimento em investigação de justiça 

GGRC11 - Primeira tranche foi pago

Depois de acordado as condições, o fundo pagou no último dia 29, a 1ª tranche do preço de aquisição, no valor de próximos R$ 20 milhões, equivalente à 30% do valor de aquisição do imóvel.

Sendo assim, a partir desta data que foi pago, o fundo passará a receber do vendedor do imóvel o valor de R$148.808,61, representando R$ 0,0228 por cota a título de prêmio de locação, cujo primeiro pagamento ocorrerá até o próximo dia 06 de dezembro.

Na visão do administrador, CM Capital Markets, o retorno aproximado para o fundo pelo conceito de cap rate será de 9,00% ao ano. Contudo, também deixa claro que esses valores são meramente projetados e podem não refletir o valor final dos rendimentos futuramente distribuídos pelo fundo.

O GGRC11 veio ao mercado com o objetivo de realizar investimentos em imóveis comerciais, predominantemente no segmento industrial e logístico, com a finalidade de locação atípica (built to suit, sale and leaseback ou retrofit) ou venda.

Com suas atividades iniciadas em abril de 2017, o fundo hoje possui um patrimônio liquido com cerca de R$ 775 milhões e uma taxa de administração e gestão de 1,10% ao ano.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários