GGRC11 - Gestora Supenova Capital esclarece envolvimento em investigação de justiça

Diante do fato ocorrido no inicio dessa semana, onde alguns dos sócios da gestora estão envolvidos em investigação de justiça, a Supernova Capital, na qualidade de gestora de fundos de investimentos imobiliários, informou que suas operações estão em condições de absoluta normalidade.

Sobre o fundo GGR Copevi Renda FII - GGRC11 - a Supernova esclareceu que sua gestão prossegue sob a responsabilidade da mesma equipe, sob a liderança direta e presente do diretor de gestão responsável perante a Comissão de Valores Mobiliários - CVM, Sr. Thiago Figueiredo, e do diretor de crédito, de Sr. Richard H. Sippli.

Segundo noticiou o documento, esse conjunto de profissionais responde desde de 2018 pelas operações, pela concepção e execução da estratégia de investimentos que tem permitido ao fundo apresentar resultados consistentes e boa liquidez, sendo este um dos 10 FIIs mais negociados na B3 em 2019, com um progresso de mais de 45 mil cotistas neste período em que a gestão assumiu o fundo.

Na mesma carta, também foi informado que, todas as informações existentes sobre as atividades de gestão do GGRC11 estão de posse do administrador do fundo (CM Capital Markets), assim como as demonstrações financeiras do fundo foram auditadas e aprovadas sem ressalvas, bem como estão sempre integralmente de posse das autoridades reguladoras do mercado de capitais.

"Consultas e esclarecimentos a dúvidas podem ser feitas a qualquer tempo. Transparência e conformidade permanecem sendo valores essenciais de nossa gestão" expressou sua gestão em nota.

O que afeta a gestão do GGRC11 com essas investigações

A Supernova deixou bem claro em seu documento que em nenhum momento as atividades ou a gestão do fundo foram objeto de qualquer tipo de investigação ou questionamento.

"Não há pendências a respeito da legalidade das operações do fundo, nem a respeito de sua estrita adesão a sua política de investimentos" expressou em nota.

Em relação ao ocorrido com os três suspeitos, a gestora tomou conhecimento de que investimentos pessoais de três profissionais que integram seu quadro estão neste momento sob investigação de autoridades policiais.

A Supernova Capital, portanto, informa que não tomou parte nessas operações e que não detém qualquer informação a esse respeito.

Em adição, disse ainda que aceitou o afastamento voluntário dos três profissionais de suas funções executivas, em vigor pelo menos durante o período de duração das investigações em curso.

No mais, a Supernova Capital, na condição de gestora do GGRC11, deixou seu manisfesto reafirmando seu compromisso irrevogável com o respeito às leis e regulamentos, bem como com a promoção de um mercado de capitais cada vez mais justo, eficiente, transparente e confiável para todos os participantes.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários