GRLV11 - Fundo obteve sua maior liquidez nos últimos 12 meses

Nessa sexta-feria (08), o CSHG GR Louveira FII - GRLV11 divulgou suas informações referentes aos acontecimentos do último mês de outubro.

Em nota, a administradora informou que foi notificada sobre a rescisão do contrato de locação da locatária Alstom, que ocupa o módulo 16 de 2.037 m² de ABL, para o dia 08 de janeiro de 2020.

Atualmente, o inquilino paga mensalmente um aluguel de aproximadamente R$ 40 mil, ou R$ 0,037 por cota. Logo, mantendo o cenário atual do fundo, a vacância física iria para 8,6%.

A gestora ressaltou, também, que a multa de rescisão do contrato de locação será pequena, e não impactará o resultado, pois está proporcional ao prazo até o vencimento em 2020.

GRLV11 - Melhorias no imóvel

Segundo a sua gestão, o imóvel do fundo passou por algumas reformas para o reforço do sistema de contenção onde já foram concluídas trazendo maior segurança ao condomínio. Em paralelo à essa intervenção, foi iniciada a obra de substituição de parte da pavimentação, por onde circulam os caminhões.

Nesse sentido, o documento informou que foi iniciada a substituição do piso desse trecho para um sistema construtivo de concreto armado que resista à pressão dos veículos, evitando deformações e melhorando a logística do condomínio.

Veja quais foram os principais destaques

O resultado do rendimento por cota em outubro foi de R$ 0,64 mantendo, com esse valor, a sua média.

O fundo apresentou 100% de presença nos pregões com um volume financeiro mensal de R$ 3,8 milhões.

Em outubro, quando comparado aos últimos doze meses, o fundo obteve seu maior número de cotas negociadas em bolsa.

Sua carteira de ativos está dividida em 97% imóveis e 3% Renda fixa.

Quanto as revisionais e vencimentos de contratos dos inquilinos, veja como fica a distribuição por ano.

Sobre o CSHG GR Louveira – FII

O GRLV11 é um fundo imobiliário do tipo tijolo e seus investimentos são direcionados em uma única propriedade comercial do segmento galpão, o condomínio logístico GR Louveira (SP), sendo que seu maior inquilino, a empresa  Ambev S/A, ocupa 84% do ABL e tem contrato de locação com vencimento em 2020.

É administrado pela Credit Suisse Hedging-Griffo e sua taxa de administração é de 0,60% ao ano. Foi constituído em janeiro de 2013 direcionado para investidores em geral e até hoje só teve uma emissão de cotas realizada.

 

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários