HFOF11 e TFOF11: Fusão vai melhorar liquidez, otimizar gestão e diluir despesas



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

A Hedge Investments, administrador dos FIIs Hedge Top FOFII 3 (HFOF11) e Hedge Top FOFII (TFOF11) divulgou na tarde do dia 01 de julho/20 como vai acontecer as relações de troca da incorporação dos fundos.

Sobre seu contexto, no dia 15 de abril/20 foi aprovada a incorporação do TFOF11 pelo HFOF11, com o objetivo de unificá-los, consolidando os respectivos patrimônios e cotistas de forma a melhorar liquidez, otimizar gestão e diluir despesas.

Com isso, a Hedge informou que os valores ficaram definidos com base no valor patrimonial das cotas do HFOF11 e do TFOF11 do dia 30 de junho/20 de modo que cada cota de TFOF11 passará a ser representada por 1,182510 cotas do HFOF11.

HFOF11

A administradora destaca que as frações de cotas decorrentes das relações de troca serão agregadas e levadas a leilão, a ser realizado em data ainda indeterminada na B3 para pagamento aos detentores de tais frações.

HFOF11 e TFOF11: Calculando os valores da cota

Com o intuito de auxiliar os cotistas em relação ao cálculo do preço médio das cotas do HFOF11, a Hedge apresentou o cálculo de caso hipotético para fins informativos e exemplificativos.

Vamos supor que determinado cotista que detinha 100 cotas do TFOF11 ao custo médio unitário de R$ 95,00 possuía um custo total de aquisição das 100 cotas de R$ 9.500,00.

Logo, em razão da incorporação, este cotista recebeu 118,251 cotas de HFOF11 (100 cotas do TFOF11 x 1,182510 cotas do HFOF11), e então o seu novo custo médio será de R$ 80,34, ou seja, considerando R$ 9.500,00 / 118,251 cotas.

Outro exemplo é no caso do investidor já ser cotista do HFOF11, além do TFOF11, anteriormente ao evento de incorporação. Para esta situação, deverá então somar a posição recebida para calcular um novo custo médio, considerando a nova entrada de cotas de HFOF11.

Para não confundir muito, vamos considerar os números do exemplo acima: O cotista já possuía 100 cotas de HFOF11 ao custo médio de R$ 100,00, portanto seu novo custo médio será de R$ 89,35 considerando a seguinte conta:

(100 HFOF11 x R$ 100,00) + (118,251 HFOF11 x R$ 80,34) / 218,251 total de cotas =

R$ 89,35

Considerando, portanto, que a fração será vendida no leilão, que o investidor que possuir fração receberá o recurso decorrente desta venda e que a venda da fração em bolsa terá o mesmo tratamento tributário da venda de cotas em bolsa, a Hedge destacou que o eventual resultado positivo entre valor de venda da fração e seu custo médio de aquisição caracteriza-se como ganho de capital sujeito a imposto de renda.

HFOF11 é um FII de gestão ativa que tem como objetivo auferir valorização e rentabilidade de suas cotas no longo prazo por meio do investimento preponderantemente em cotas de outros FII, com foco tanto dos rendimentos quanto ganhos de capital no processo de desinvestimento. Nos últimos 12 meses, a variação da cota é de positivos 8,99%.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários