Lucro para cotistas: HGLG11 recebe parcela de ativo vendido



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

CSHG Logistica (HGLG11), fundo imobiliário do segmento galpões logísticos e administrado pelo Credit Suisse, divulgou no dia de ontem, 30 de julho/20, que recebeu a última parcela da venda do ativo Air Liquide Campinas.

A Air Liquide é uma empresa que fornece soluções inovadoras em gases e tecnologias, incluindo gases industriais e especiais, soluções de energia, aplicação de tecnologias e serviços, aumentando a performance e auxiliando na redução do impacto ambiental.

hglg11

O valor recebido pelo HGLG11 em decorrência da venda foi de R$ 18.680.000,00, sendo recebidos R$ 500 mil no dia 27 de fevereiro/20, R$ 13.510.000,00 em 30 de abril/20, e R$ 4.670.000,00 ontem, dia 30 de julho/20.

HGLG11: Participação e lucros

Em 30 de janeiro de 2018, o HGLG11 adquiriu a totalidade das ações de uma Sociedade de Propósito Específico (SPE), então titular do Air Liquide Campinas, que, posteriormente, foi dissolvida, com a consequente transmissão da propriedade do imóvel ao fundo. Considerando os custos de aquisição e benfeitorias realizadas, o investimento total foi de R$ 16.229.245,34.

Portanto, considerando o valor total, a operação gerou um lucro em regime de caixa de R$ 2.450.754,66, equivalente a aproximadamente R$ 0,21 por cota.

Na parcela de abril, o fundo apurou um lucro de R$ 1.838.066,00 (média R$ 0,15/cota) e ontem (30), os restantes R$ 612.688,66 (média R$ 0,06/cota).

O CSHG Logística é um FII do tipo tijolo de renda gestão ativa que foi constituído no início de 2010 com o objeto de explorar empreendimentos imobiliários voltados primordialmente para operações logísticas e industriais, por meio de aquisição de terrenos para construção, imóveis em construção ou prontos, com potencial geração de renda.

Destinado a investidores em geral e com cerca de 194 mil cotistas, o HGLG11 possui 5 emissões de cotas já realizadas e uma taxa de administração de 0,6% ao ano sobre seu valor de mercado, sem adicional de performance. Nos últimos 12 meses, a valorização da cota é de 11,98%.

 

Quer saber mais sobre o segmento de galpões nos FIIs? Em nosso e-book gratuito detalhamos cada segmento do mercado.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários