FII HGRE11 divulga aquisição de mais um imóvel para seu portfólio

A Credit Suisse, administradora do FII CSHG Real Estate - HGRE11 - informou no final da tarde desta quarta-feira (27), que o fundo pactuou uma promessa de compra da totalidade de um imóvel localizado na cidade e estado de São Paulo.

Em nota, não foi informado o "nome" do imóvel, mas foi comunicado que o empreendimento possui área construída de 31.990,22 m² divididos em 3 subsolos, pavimento semienterrado, teatro, pavimento térreo, 22 pavimentos-tipo, cobertura e heliponto, além de 3 edificações anexas ao terreno compostas por sobrados comerciais.

O valor total a ser pago pelo Imóvel é de R$ 185 milhões, sendo R$ 5,1 milhões pagos hoje(27) a título de sinal, R$ 50,4 milhões a serem pagos no ato da lavratura da Escritura de Compra e Venda, prevista para ocorrer até 16 de dezembro de 2019 a título de primeira parcela e, R$ 129.500.000 a serem pagos no dia 15 de dezembro de 2020 definida como segunda e última parcela.

No entanto, segundo foi informado no documento, o imóvel tem uma ocupação pequena e aproximada de 10% e, devido a este motivo, o fundo terá como objetivo realizar a locação das áreas vagas.

Em função disso, o HGRE11 ganhou como "prêmio", a transação de 70% do preço com um ano de prazo de pagamento. A conclusão da aquisição ocorrerá, entretanto, apenas após a conclusão satisfatória das diligências e o cumprimento das demais condições precedentes estabelecidas no contrato.

A Credit terminou sua carta informando que as demais condições do negócio estabelecidas no contrato, incluindo o respectivo impacto na distribuição de rendimentos por cota, apenas poderão ser detalhadas pela administradora por ocasião da conclusão do acordo.

Sobre o CSHG Real Estate - HGRE11

Com foco em escritórios comerciais, o fundo possui elevada exposição no estado de São Paulo.

Constituído em julho de 2007, o CSHG Real Estate tem como objetivo a aquisição, para exploração comercial, de empreendimento imobiliários, prontos ou em construção, que potencialmente gerem renda, através de aquisição de parcelas ou da totalidade, para posterior alienação, locação ou arrendamento.

É administrado pela Credit Suisse, possui uma participação relevante 3,1% no IFIX (está entre os 10 FIIs mais negociados em bolsa) e sua taxa de administração é de 1,0% ao ano sobre seu valor de mercado.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.

Comentários