HGRE11 - Fundo apresenta resultados e se mostra confiante para a locação de seus ativos

O CSHG Real Estate FII – HGRE11 – divulgou os dados referentes a seus resultados do último mês de outubro.

No documento disponibilizado na última sexta-feira (08), a gestão informou que a carteira de imóveis do fundo encerrou o mês de outubro com 14,68% de vacância financeira e 16,24% de vacância física. A vacância do fundo foi reduzida em função de duas novas locações celebradas e aliado ao efeito da entrada do Ed. Chucri Zaidan, totalmente locado, ao portfólio do fundo.

Além disso, foi informado também que já estão assinados dois novos contratos, no Ed. CENESP, (ativo este considerado um dos maiores desafios de locação para o fundo) e de mais um andar do Ed. Mario Garnero, que foi locado imediatamente após a desocupação do locatário a um valor superior ao praticado anteriormente. O gestor destaca que esses novos contratos já impactarão a vacância desse mês de novembro por conta da data de início das locações.

Ainda sobre a vacância, a gestão do HGRE11 ressaltou: “comercialmente seguimos confiantes na continuidade do movimento de redução de vacância para os próximos meses. O mercado continua aquecido e com um volume consistente de visitas e negociações”.

Por outro lado, o fundo recebeu um comunicado de desocupação de 03 andares do Ed. Paulista Star e a expectativa é que a notificação de desocupação do restante da área seja feita nas próximas semanas e com previsão de saída no 1º trimestre de 2020, uma vez que o locatário já comunicou ao mercado a mudança para uma nova sede.

A gestão tem uma visão para o ativo muito positiva. Foi informado que, ainda que uma desocupação deste porte pareça ruim, o posicionamento do Paulista Star no mercado atual pode obter oportunidade de locação em valores substancialmente superiores aos praticados atualmente.

Para o fundo, a estratégia para o imóvel é de buscar um monousuário, dado que áreas superiores a 13.000m² em regiões centralizadas já estão escassas, pressionando uma alta dos preços.

HGRE11 - Resultados e distribuições

O resultado distribuível foi de R$ 1,08 por cota, sendo distribuídos R$ 0,74 e mantendo, com isso, uma linearidade em suas divisões nos últimos 12 meses.

Valor acumulado

Liquidez

Quanto a liquidez de suas negociações em bolsa, o fundo vem acumulando recordes no período dos últimos doze meses. Em outubro, sua participação nos pregões foi de 100% com um volume financeiro de aproximadamente R$85 milhões.

Carteira de ativos

O HGRE atualmente possui 63 locatários divididos em seus 21 ativos de lajes corporativas, sendo seu portfólio distribuído em 78% imóveis, 18% renda fixa, 1% CRI e 4% FII. Veja a distribuição geográfica de seus imóveis.

Sobre o HGRE11

HGRE11 é um fundo imobiliário do tipo tijolo e seus investimentos são destinados majoritariamente em propriedades do segmento de lajes corporativas, ditos também como escritórios comerciais.

Constituído em julho de 2007, o CSHG Real Estate tem como objetivo a aquisição, para exploração comercial, de empreendimento imobiliários, prontos ou em construção, que potencialmente gerem renda, através de aquisição de parcelas ou da totalidade, para posterior alienação, locação ou arrendamento.

É administrado pela Credit Suisse, possui uma participação relevante 3,1% no IFIX e sua taxa de administração é de 1,0% ao ano sobre seu valor de mercado.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.

Comentários