IRDM11 divulga resultados: Cotação atinge sua máxima histórica



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

O Iridium Recebíveis Imobiliários (IRDM11), fundo imobiliário do tipo papel administrado pelo BTG Pactual divulgou seus resultados ao mercado nesta segunda-feira, 20 de janeiro de 2020.

Após 5ª emissão de cotas, IRDM11 alcançou sua maior cotação no mercado secundário

Em dezembro, ocorreu o encerramento da 5ª emissão de cotas onde foram captados cerca de R$ 190 milhões.

Adicionalmente, vale ressaltar que o IRDM11 também alcançou a sua maior cotação no mercado secundário, encerrando o mês com um valor de R$142,00 por cota.

Último rendimento distribuído do IRDM11 proporcionou um dividend yield de 0,79% para seus cotistas

O IRDM11 realizou uma distribuição de rendimentos no dia 17 de janeiro de R$ 0,80 por cota para os cotistas do dia 10/01/2020.

Essa distribuição equivale a um resultado de 248,85% do CDI no mês, valor esse considerando a isenção tributária na distribuição mensal para investidores Pessoas Físicas - PF.

irdm11

Carteira de investimento do IRDM11 se divide em 4 tipos de aplicações

Os investimentos do Iridium são alocados em Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), Cotas de FIIs, Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e Fundos de investimentos de renda fixa. Veja suas participações na figura abaixo.

irdm11

O IRDM11 é um fundo imobiliário do tipo papel que foi constituído em novembro 2017 e seus investimentos são destinados principalmente em ativos de títulos e valores mobiliários.

Fundos com nesse perfil, geralmente investem de forma predominante em títulos de dívida imobiliária e outros valores mobiliários, os quais, dentre os títulos permitidos, os mais comuns são os CRIs.

Atualmente, o IRDM11 é o 36º no ranking dos FIIs de maior liquidez (IFIX), com uma participação de 0,83%.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários