JSRE11 divulga resultados: FII está entre os TOP 10 do IFIX

O Banco J. Safra S.A., administrador do JS Real Estate Multigestão FII (JSRE11), publicou hoje, 15 de janeiro de 2020, seu relatório gerencial referente aos últimos resultados do mês de dezembro.

Rendimentos distribuídos pelo JSRE11 em dezembro foi o menor de 2019

No mês de dezembro, o JS Real Estate Multigestão distribuiu rendimentos de R$ 0,47 por cota.

jsre11

Esse valor equivale a um dividend yield de 0,41% sobre a cota de fechamento do mês anterior.

A variação do valor de mercado da cota foi de 7,91%, o ágio entre o valor de mercado e o valor patrimonial do fundo fechou em 6,32%.

O JSRE11 é do tipo FII híbrido - Seu portfólio de ativos apresenta uma estrutura bem diversificada

Com um patrimônio liquido de aproximadamente R$ 1,59 bilhões, a alocação dos ativos do JSRE11 se distribui de forma bem diversificada, atingindo os principais segmentos do mercado de investimentos imobiliários.  Veja como fica sua distribuição:

  • (10,07%) Cotas de FII  - R$ 161.021.077
  • (48,55%) Imóveis e participações - R$ 776.416.763
  • (2,21%) CRI - R$ 35.347.627
  • (9,61%) LCI - R$ 153.648.820
  • (30,68%) Títulos Públicos - R$ 490.616.265

jsre11

JSRE11 já está em sua 7ª emissão de cotas

No último dia 20 de dezembro, o JSRE11 publicou fato relevante com as informações sobre a sua 7ª emissão de cotas.

De cordo com o informativo, os recursos obtidos com a oferta serão destinados para:

  • Prioritariamente, a aquisição do “Condomínio Tower Bridge Corporate”, após conclusão satisfatória com o TBOF11 (FII que era proprietário do imóvel); e
  • O acesso a novas oportunidades de aquisição de ativos para a sua carteira.

O relatório também destacou que será assegurado aos cotistas o direito de preferência que poderão ser exercidos até  o próximo dia 24 de janeiro.

JSRE11 está entre os 10 FIIs mais negociados na bolsa de valores, com participação de 3,2% no IFIX

O JSRE11 é um fundo imobiliário do tipo híbrido. Seus investimentos podem ser compostos por todos os segmentos de investimento do mercado imobiliário.

Fundos híbridos são também conhecidos como fundos mistos pelo fato de obterem portfólios com grande diversificação de ativos.

Ele foi constituído em fevereiro de 2011 objetivando alcançar rendimentos oriundos das cotas de outros FIIs, ganho de capital nas negociações de cotas de FIIs e rendimentos dos CRIs, LCIs e LHs que venha a adquirir.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.

Comentários