JSRE11: Fundo híbrido diz que não existe previsão de suspensão de rendimentos

O Banco J. Safra S.A., administrador do JS Real Estate Multigestão FII (JSRE11), publicou seu relatório gerencial referente aos resultados do mês de março/20.

O JSRE11 publicou que recentemente o coronavírus (COVID-19) trouxe uma série de incertezas e volatilidade para os mercados. Com isso, inteirou que seu administrador vem atuando ativamente com o objetivo de preservar seus colaboradores, parceiros, cotistas e ativos.

Adicionalmente, esclareceu que foi implementado diversas medidas em seus ativos, com foco principalmente na segurança, limpeza e sanitização de seus imóveis e em paralelo está entrando em contato com prestadores de serviços, fornecedores e locatários para avaliar a situação de cada imóvel no cenário atual.

O JSRE11 destacou que apenas trabalhando em conjunto com seus parceiros, podem enfrentar a atual crise que vivemos.

Rendimentos: A distribuição continuará sendo calculada mensalmente, refletindo a cada mês os possíveis impactos decorrentes dos ativos. Neste aspecto, o fundo destacou que, até o momento, não existe qualquer previsão de suspensão do pagamento mensal de rendimentos ou impacto relevante, o que está sendo avaliado e monitorado por nós diariamente.

No mês de março, o JSRE11 distribuiu rendimentos de R$ 0,37 por cota. Para o fundo, esse valor representa um dividend yield (DY) de 0,32% sobre a cota de fechamento do mês anterior. Repare na tabela abaixo que seu DY é o menor dos últimos 12 meses.

jsre11

No mercado secundário, a variação do valor de mercado da cota foi de - 19,83%, saindo de R$ 116,01 em fereiro, para R$ 93,00 em março. O deságio entre o valor de mercado e o valor patrimonial do JSRE11 fechou em - 16,91%.

jsre11

O JSRE11 é do tipo híbrido - Sua carteira apresenta uma estrutura bem diversificada

Com um patrimônio liquido de aproximadamente R$ 2,3 bilhões, a alocação dos ativos do JSRE11 se distribui de forma bem diversificada, atingindo os principais segmentos do mercado de investimentos imobiliários.  Veja como fica sua distribuição:

jsre11

Sua última aquisição se configura a maior representação em seu patrimônio (46,9%). O empreendimento foi adquirido recentemente do FII TBOF11, o Edifício Tower Bridge Corporate.

jsre11

Participação do JSRE11 no IFIX é de 3,1%

Em linhas gerais, o objetivo do IFIX é ser o indicador do desempenho médio das cotações dos fundos imobiliários negociados nos mercados de bolsa e de balcão organizado da B3.

É um índice de retorno total (contempla os dividendos distribuídos e a variação das cotações).

Em suma, o objetivo do IFIX é representar a performance média das cotações dos FIIs negociados na Bolsa de valores através de uma carteira teórica de ativos, tendo como principais critérios de elegibilidade:

  • Ser um dos ativos que atinge o volume de negociabilidade;
  • Estar presente em pelo menos 60% dos pregões nos últimos 12 meses;
  • Não ser um FII “Penny Stock” (cota com cotação inferior a R$ 1,00).

O JSRE11 está entre os 10 FIIs de maior liquidez na bolsa.

O JSRE11 é um fundo imobiliário do tipo híbrido. Seus investimentos podem ser compostos por todos os segmentos de investimento do mercado imobiliário. Fundos híbridos são também conhecidos como fundos mistos pelo fato de obterem portfólios com grande diversificação de ativos.

Foi constituído em fevereiro de 2011 objetivando alcançar rendimentos oriundos das cotas de outros FIIs, ganho de capital nas negociações de cotas de FIIs e rendimentos dos CRIs, LCIs e LHs que venha a adquirir.

JSRE11 é destinado a investidores em geral, possui uma taxa de administração de 1% ao ano e é cobrado também taxa de performance de 20% sobre os rendimentos que excederem 6% ao ano.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.

Comentários