KNRI11 divulga relatório de resultados de novembro. Dividendos em linha com o esperado

Nesta terça-feira (03) o Kinea Investimentos, gestor do fundo imobiliário Kinea Renda Imobiliária (KNRI11), divulgou ao mercado o seu relatório gerencial referente ao último mês de novembro.

Segundo o informado, no período foi concluída com sucesso duas locações no Edifício Athenas, a primeira, referente a meio andar, foi realizada para a Cillos, empresa do grupo Aster Petróleo, e a segunda, referente a um andar inteiro, foi realizada para a Iteris, que atua no ramo de tecnologia.

Cabe destacar que os espaços em questão foram desocupados pela empresa Pravaler e locados no mesmo mês para os novos inquilinos, evitando assim impactos na vacância física do fundo.

Ao final do mês de novembro a vacância física do KNRI11 foi, portanto, de 5,05%, ao passo que a vacância financeira foi de 7,30%, e a vacância financeira ajustada pelas carências previstas nos novos contratos de locação foi de 9,20%.

O gestor destacou, ainda, que tem observado que o segmento corporativo de São Paulo já vem demonstrando sinais de retomada, com consequente queda nos indicadores de vacância. Entretanto, a recuperação dos valores de locação vem acontecendo em ritmo mais lento do que o esperado em determinadas regiões.

Além disso, o segmento corporativo do Rio de Janeiro e algumas regiões do segmento de logística de São Paulo ainda não apresentam sinais claros de retomada, postergando assim a curva de absorção projetada para o portfólio do fundo nestes segmentos.

A expectativa do gestor é que não ocorram aumentos de rendimento no 1º semestre de 2020, tendo em vista os fatores de mercado acima descritos e a alocação do caixa conforme a evolução da obra do Centro de Distribuição de Cabreúva.

Cabe lembrar, neste sentido, que em outubro o fundo concluiu a liquidação financeira dos 2 terrenos na cidade de Cabreúva e iniciou as obras do centro logístico na modalidade Built To Suit (BTS) para um dos maiores varejistas de moda do país. O empreendimento terá aproximadamente 180.000m² e dobrará a capacidade de armazenamento da varejista em questão.

“Ressaltamos que o foco da equipe de gestão permanece no trabalho ativo de prospecção de novos imóveis de qualidade para alocação do saldo disponível, bem como no processo de comercialização dos espaços vagos para a redução da vacância visando melhores resultados para o fundo, ressaltou o Kinea em seu documento.

Em relação aos seus dividendos, o fundo informou que, no próximo dia 13 de dezembro, irá distribuir R$ 0,74 por cota a seus cotistas.

Esses dividendos anunciados seguem em linha com o que se observa de distribuição do KNRI11 nos últimos meses, conforme é possível perceber acima.

Carteira imobiliária do KNRI11

Atualmente, o portfólio do fundo é composto por 19 propriedades, sendo 10 edifícios comerciais e 9 centros logísticos (750.800 m² de Área Bruta Locável), possuindo um total de 85 contratos de locação e mais de 50 inquilinos, trazendo assim uma diversificação para o portfólio e apresentando uma grande divisão de área e receita por tipologia, demonstrando o equilíbrio existente entre a tipologia de logística e de escritório, conferindo maior previsibilidade e menor volatilidade no fluxo de receitas de aluguel.

Nessa configuração, o prazo médio dos contratos firmados pelo fundo é de 9,67 anos, com datas de vencimento e de revisionais nos próximos anos conforme gráficos abaixo.

Saiba mais sobre o KNRI11

O KNRI11 é um fundo imobiliário que teve o seu início em meados de 2010, e que tem como objetivo gerar renda de aluguel mensal através da locação de um portfólio diversificado de prédios corporativos e galpões logísticos.

A sua taxa de administração é equivalente a 1,25% ao ano sobre o valor de mercado das suas cotas e engloba não somente a remuneração do administrador, mas também do gestor, banco escriturador e custodiante. O fundo não apresenta taxa de performance.

Rafael Campagnaro
Rafael Campagnaro Head de Conteúdo

Engenheiro por formação, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado financeiro no FIIs.com.br desde que iniciou no universo das finanças.

Comentários