LVBI11: valorização de 8,7%, 3ªemissão de cotas e devolução de ativos



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

FII VBI LOG (LVBI11), fundo imobiliário do tipo tijolo constituído em maio de 2018 e administrado pelo BTG Pactual, apresentou ao mercado seu relatório de resultados referente ao mês de julho/20.

No documento, a VBI Real Estate (gestor) destacou os seguintes acontecimentos:

  • Durante o mês de julho foi concluída a devolução do último dos 10 módulos anteriormente ocupados por um dos locatários do ativo Itapevi e também uma nova locação de 3 módulos. Com estas movimentações, a taxa de vacância do empreendimento foi reduzida para 35%.
  • Essa desocupação e a nova locação não impactarão a receita imobiliária durante esse ano, uma vez que há no empreendimento um acordo de renda mínima garantida para o ano de 2020, definido com o antigo proprietário do imóvel.
  • No mês, o LVBI11 recebeu a totalidade dos recebíveis de sua carteira de recebíveis imobiliários de competência do mês de junho e não possuía qualquer inadimplência.
  • Ao final do mês de julho, o valor de mercado da cota era de R$ 134,00 enquanto o valor patrimonial era de R$ 108,33.
  • Foi aprovada no dia 10 de agosto, a 3ª emissão de cotas, a qual será ofertada sob o regime de melhores esforços de distribuição, nos termos da ICVM 400. O montante será de até R$ 500 milhões (podendo ser acrescido em até 20% com lote adicional), com a emissão de até 4.310.344 cotas. O preço de emissão foi fixado pelo administrador em R$ 118,00 por cota (com custos inclusos).
  • Por conta do período de silêncio devido a 3ª emissão de cotas, a conferência de resultados do 2T 2020 será postergada até que a oferta esteja finalizada.

Nos rendimentos, foram distribuídos R$ 0,68 por cota (dividendo 0,51%, cota base R$ 134,00) pagos no dia 07 de agosto. Esse rendimento é referente ao resultado-caixa recebido ao longo do mês de julho tendo o mês de junho como competência.

lvbi11

No mercado secundário, sua cota movimentou cerca de R$ 2,5 milhões por dia, registrando uma valorização de 8,7%. Esse volume negociado durante o mês atingiu o montante de R$ 56,6 milhões, o que corresponde a 5,6% do seu valor de mercado em 31 de julho.

Em seu book de ativos, o patrimônio (R$ 817 milhões) está aplicado em 6 empreendimentos  logísticos localizados nas regiões sul e sudeste do país. Repare na figura abaixo que apenas o ativo Itapevi possui taxa de vacância.

Ativo Extrema

Ativo Guarulhos

Ativo Mauá

Ativo Araucária

Ativo Itapevi

Ativo Pirituba

Os locatários são distribuídos em diversos segmentos, sendo os mais representativos o logístico (39%), varejo (19%) e bebidas (19%). Além disso, os contratos são majoritariamente atípicos, representando 57% do total.

Vale destacar também que 51% dos contratos vencem somente após o ano de 2028.

Destinado a investidores em geral, o LVBI11 é um FII de galpões que atualmente possui cerca de 26 mil cotistas. Sua taxa de administração é de até 1,3% ao ano sobre seu patrimônio líquido e não é cobrado o adicional de performance. Nos últimos 12 meses, a variação da cota é de negativos 7,9%.

 

Ainda não sabe muito sobre FIIs que investem em galpões? Acesse nosso kit para investidores iniciantes e entenda de maneria simples como funcionam os segmentos do mercado.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários