LVBI11 "VBI LOG" divulga resultados e novas aquisições



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

Em outubro, o FII VBI Logístico - LVBI11 - concluiu a aquisição do Ativo Mauá, "Galpão Metropolitana São Paulo", que é composto por um galpão logístico com área bruta locável de 29.718 m², construído em 2016 em um terreno com localização estratégica, na cidade de Mauá, região metropolitana de São Paulo.

O preço total a ser pago na aquisição é de até R$ 104,5 milhões (preço máximo), sendo que R$ 94,5 milhões (preço mínimo) foi pago na data da escritura de venda e compra, e o pagamento do saldo remanescente (de até R$ 10 milhões) está condicionado a determinadas cláusulas contratuais nos próximos 7 anos.

O cap rate estimado para esta aquisição, considerando o preço mínimo é de 10,1% ao ano e, se considerarmos o preço máximo, o cap rate poderá chegar até 9,1% ao ano.

Segundo foi informado, esta aquisição representa um aumento na receita imobiliária do fundo de aproximadamente R$ 0,10 por cota.

O relatório também noticiou que foram ainda celebradas em outubro, duas renovações de contratos de locação do Ativo Extrema, sendo que uma delas foi feita de forma antecipada uma vez que o contrato originalmente possuía vencimento em 2021 e passou a ter como vencimento o ano de 2024.

O ativo extrema forma uma complexo de 4 galpões, além de edificações de apoio, como restaurante, vestiários, edifício administrativo, portaria, além de área de estacionamento interno e externo para automóveis e caminhões.

Em outubro, o VBI LOG adquiriu mais um galpão do condomínio, o galpão 5 que teve sua construção finalizada em julho de 2019. Dessa forma, o fundo passou a deter 100% do complexo composto agora por 5 galpões logísticos totalizando 121.611 m² de área construída locável.

Rasultados e rendimentos - LVBI11

O fundo obteve um resultado operacional de R$ 3,5 milhões, que compreende o valor líquido das receitas, R$ 4,3 milhões, descontado de suas despesas, R$ 0,8 milhões.

Esse resultado operacional foi equivalente a R$ 0,51 por cota, pagos em 07 de novembro. Essa distribuição é referente ao resultado-caixa recebido ao longo do mês de outubro e que tem como competência o mês de setembro, somado a parte da reserva de lucro acumulada nos períodos anteriores.

Segundo informou o documento, essa reserva de lucro é utilizada e foi parcialmente distribuída durante o mês de outubro de forma a manter uma linearidade nas distribuições dos proventos.

Para a próxima distribuição de rendimentos, que será divulgada ao final do mês de novembro, é esperado o recebimento do primeiro aluguel referente ao Ativo Mauá, equivale a aproximadamente R$ 0,10 cota, e também o recebimento do aluguel referente ao galpão 5 do ativo extrema que foi adquirido em 01 de outubro, equivalente a aproximadamente R$ 0,06 por cota.

No mercado secundário, com 100% de presença nos pregões, o fundo apresentou uma liquidez média diária de R$ 1,4 milhões, sendo que o volume negociado durante o mês de outubro foi de R$ 33,1 milhões, o que corresponde a 3,9% do valor de mercado (R$ 839,7 milhões), valor esse, em 31 de outubro.

Carteira de ativos - LVBI11

O fundo hoje está representado com um portfólio de 3 ativos de galpões, sendo eles, o Ativo Extrema, Guarulhos e Mauá. Neste ano de 2019, seu histórico de vacância tem apresentado baixos índices e desde o último mês de junho, o fundo contempla 0% de vacância em seus imóveis.

Seus locatários estão diversificados em setores como bebidas, varejo, petroquímica, logística, eletrodoméstico, beleza e estética.

Até outubro, mês de referencia do seu relatório, o VBI LOG mantinha os ativos 100% ocupados e sem inadimplência no recebimento dos aluguéis.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários