Previsão de 100% de vacância do XPCM11 já é para o final deste ano

Conforme comunicado ao mercado divulgado em 10 de julho de 2019, a Petrobras formalizou sua intenção de desocupar o imóvel Corporate Macaé em dezembro deste ano de 2020.

Por este motivo, o administrador do XP Corporate Macaé (XPCM11) informou que por esta ocasião, a locatária deverá realizar o pagamento integral dos aluguéis e o total da multa prevista calculada conforme aluguel vigente, que é de R$ 21,5 milhões ou R$ 8,91 por cota.

Imóvel irá ficar 100% vago, no entanto, gestor do XPCM11 já está a procura de novos locatários

xpcm11

No relatório divulgado na última quarta-feira, 22 de janeiro de 2020, o gestor (XP Vista) e o consultor imobiliário informaram que estão aprofundando o diagnóstico da região em conjunto com algumas empresas de corretagem renomadas para prospecção de potenciais locatários para alugar o imóvel quando da entrega pela Petrobras.

Administrador do XPCM11 reduz distribuições de rendimentos para cotistas

Em decorrência da formalização da Petrobras da intenção de desocupar o imóvel, o administrador e o gestor do XP Corporate optaram por reduzir as distribuições de R$ 0,85 para até R$ 0,81 por cota.

De acordo com o anunciado no relatório, essa estratégia tem o objetivo de aumentar o caixa disponível do fundo para a realização de eventuais adequações e investimentos no imóvel.

Portanto, a distribuição de R$ 0,81 por cota comunicada no último dia útil do mês de dezembro foi programada para pagamento em 15/01/20 para os detentores de cotas em 30/12/19.

xpcm11

Evolução do valor da cota do XPCM11 e volume médio diário de negociação

Abaixo, veja a representação gráfica da comparação entre a evolução histórica do valor de mercado e patrimonial da cota e o volume médio diário de negociação das cotas desde o início do XPCM11.

xpcm11

No mercado secundário, ocorreram 315.864 negociações de compra e venda de cotas no período, movimentando um volume de R$ 20,9 milhões. A liquidez média diária na bolsa foi de R$ 1,3 milhões e a cotação no mercado fechou o mês a R$ 75,80 por cota.

XPCM11 versus IFIX

O gráfico abaixo compara a série histórica acumulada do Índice de Fundos de Investimento Imobiliários (IFIX) em relação ao valor da cota e aos rendimentos distribuídos desde o início do fundo.

xpcm11

O XPCM11 é um fundo imobiliário do tipo tijolo, que foi constituído em janeiro de 2013. Atualmente, o fundo possui um único ativo (monoativo), sendo o The Corporate, localizado em Macaé - RJ.

Nos últimos 12 meses, sua cota desvalorizou 35,13%.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários