RBRP11 divulga a aquisição de mais 4 ativos para seu portfólio



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

BRL Trust, instituição financeira administradora do Fundo Imobiliário RBR Properties (RBRP11) divulgou que fez novas aquisições para seu portfólio.

O fundo comunicou ao mercado nesta quinta-feira, 21 de fevereiro de 2020, que fez a aquisição, por meio do RBR LOG - FII, cujo é o principal cotista, de 4 ativos logísticos.

rbrp11

Os empreendimentos estão localizados na cidades de Hortolândia e Itapevi, ambos no estado de São Paulo e na cidade de Resende, estado do Rio de Janeiro.

Os ativos possuem em conjunto, uma área bruta locável (ABL) total de 98.860 m².

Valor de aquisição dos ativos

O valor total das aquisições foi de R$ 245.866.173,82, sendo R$ 175.866.173,82 pagos em 20 de fevereiro de 2020 e o montante remanescente, no valor de R$ 70 milhões, será pago de forma parcelada ao longo de 10 anos e corrigido na forma prevista nos respectivos compromissos de compra e venda.

O RBRP11 aportou R$ 171 milhões no RBR LOG - FII

Segundo informou o documento, a aquisição dessas propriedades marca a entrada do RBRP11 no segmento logístico e representa uma alocação relevante dos recursos captados em sua última oferta pública, encerrada em 23 de dezembro de 2019.

A transação estava prevista no estudo de viabilidade constante no prospecto da referida oferta e em linhas com as projeções lá descritas, destacou o BRL.

Além disso, também foi ressaltado que os imóveis estão integralmente locados para inquilinos diversos, sendo 3 empresas multinacionais e 1 empresa nacional e, com a conclusão da aquisição, o RBRP11 passará a fazer jus, desde a presente data (20 de fevereiro de 2020), ao recebimento de rendimentos, que equivalem ao montante mensal de R$ R$ 0,18 por cota.

O RBRP11 é um fundo destinado a investidores em geral, onde seu objetivo é gerar renda recorrente de aluguel através da locação de um portfólio diversificado de ativos imobiliários.

Sua taxa de gestão é 1,0% ao ano adicionado a taxa de administração de 0,18%, ambas sobre o seu patrimônio liquido.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários