RBRR11 divulga resultados e suas estratégias de investimento



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

O FII RBR Rendimento High Grade - RBRR11 - divulgou nesta segunda-feria (25) seu relatório mensal com base já neste mês de novembro.

O documento começou informando que, seguindo feedback de seus investidores, o fundo reformulou a apresentação das informações de seus resultados, com o objetivo de comunicar sua estratégia de investimento com maior clareza.

Para isso, foi incluído na demonstração, a sessão “Estratégia de investimento do fundo”, na qual sua gestão explica as estratégias “Core”, “Tático” e “Liquidez”.

Esses métodos e critérios, segundo acredita sua gestão, é utilizado para explorar assimetrias do mercado de crédito imobiliário sem deixar de lado a sua principal identidade de ser High-Grade, que poder ser definido no português como, Nota Alta.

Portanto, seguindo as três estratégias do fundo, veja no quadro abaixo como fica sua distribuição:

Dentro dos 3 principais métodos, suas operações estão expostas a diferentes segmentos dentro do setor imobiliário, conforme mostra a ilustração.

Entenda como o RBRR11 tem se movimentado com o cenário econômico atual

O Fundo acredita que o momento econômico atual (Selic baixa, redução dos níveis de inadimplência e manutenção dos spreads de crédito) oferece ótimas oportunidades considerando o risco x retorno e o custo de oportunidade de investimento em outras classes de ativos.

Devido a esse cenário, a RBR Assset, gestora do fundo, relatou que está focada em três estratégias que enxergam serem as mais atrativas no atual momento do mercado. São elas:

  • Antecipação de locação: Operações lastreadas no aluguel de ativos imobiliários como lajes corporativas, shopping, galpões logístico. Ou seja, o CRI antecipa o fluxo de locação para o proprietário do imóvel e a quitação se dá com o pagamento dos alugueis pelo locatário para os crisistas (aqueles que possuem os CRIs).
  • Unidades residenciais prontas: Nesses CRIS, a incorporadora, como devedora, adiciona unidades residenciais prontas (performadas) como garantia e amortiza a operação conforme a venda dessas unidades, não dependendo do balanço da empresa.
  • Carteiras pulverizadas: Operações lastreadas em carteiras de compra e venda e de financiamento de imóveis como: apartamentos residenciais, loteamento e salas comerciais.

RBRR11 - Resultados e distribuições de rendimentos

O fundo distribuiu R$ 0,55 por cota como rendimento referente ao mês de outubro.  O pagamento ocorreu no último dia 19 deste mês.

Desde janeiro deste ano, o fundo vem mantendo um certa linearidade em suas distribuições. Veja demonstração, já com os recursos de sua 4ª emissão de cotas.

  • Rentabilidade média da carteira atual de investimentos: Inflação + 5,55% ao ano;
  • Dividendo de R$ 0,54 por cota em outubro. Dividend yield de 6,5% na cota fechamento de outubro (R$ 104,05);
  • Dividend yield acumulado 12 meses de 7,03% ao ano na cota de fechamento de outubro (R$ 104,05);
  • Rentabilidade, desde o início (mai18) = 178,35% do CDI no período líquido de impostos;
  • A liquidez do fundo no mês de outubro foi de R$ 2,3 milhões por dia.

Em suma, o FII RBR Rendimento High Grade é administrado pelo BTG Pactual e sua gestão é feita por RBR Asset Management. Sua taxa de administração é de 1% ao ano juntamente com os serviços de gestão.  Possui também uma porcentagem de 20% do que exceder o índice CDI em seus resultados. É considerado um fundo de papel, pois, seu objetivo é obter rendimentos e ganho de capital através, primordialmente, de Certificados de Recebíveis Imobiliários - CRI.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários