RBVA11 recebe proposta para aquisição de imóvel em São Paulo



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

O Fundo Imobiliário Rio Bravo Renda Varejo (RBVA11) informou nesta quarta-feria, 05 de fevereiro de 2020, que recebeu uma proposta de aquisição de um imóvel localizado na cidade de São Paulo.

O empreendimento está localizado no bairro perdizes e o valor ofertado é de R$ 54 milhões considerando custos, e cap rate de 8% ao ano.

Locatário do imóvel

O Imóvel encontra-se locado desde 2001 pelo mesmo locatário, um agente consolidado na região, com contrato típico vigente até 2027.

Segundo o documento, a conclusão da aquisição dependerá do resultado satisfatório da Due Diligence (processo de levantamento de vários tipos de informações) técnica, ambiental e documental dos imóveis, bem como da superação das condições precedentes previstas na proposta.

Pagamento será em 2 parcelas

A propriedade deverá ser paga em duas parcelas, a primeira no ato da celebração do contrato, e a segunda na escritura.

O Rio Bravo, administrador do RBVA11, disse que essa aquisição está alinhada com sua estratégia de investimentos e fundamentada na ponderação dos pilares, que são:

  • Cap rate de aquisição;
  • Localização dos Imóveis;
  • Classificação do Locatário;
  • Liquidez do imóvel; e
  • Principais termos do contrato de locação que tragam segurança para o fundo.

Por fim, o RBVA11 informou que os cotistas serão oportunamente informados via Fato Relevante sobre a conclusão da aquisição e detalhes do imóvel, da transação e do impacto em seu resultado.

Fundo Imobiliário Rio Bravo Renda Varejo foi constituído em agosto de 2013 e tem por objetivo a realização de investimentos imobiliários de longo prazo, por meio da aquisição e posterior gestão patrimonial de imóveis de natureza comercial.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários