RBVA11: 80% de sua receita não será impactada pela paralisação econômica



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

O Fundo Imobiliário Rio Bravo Renda Varejo (RBVA11) esclarece sua posição ao mercado e destaca os possíveis impactos em suas receitas.

De acordo com seu administrador, Rio Bravo Investimentos, o motivo é o atual cenário de instabilidade e incertezas no mercado local e global, bem como o grande impacto para o setor de varejo nas ações de contenção do COVID-19.

RBVA11: Entenda como vai ficar a situação do fundo

O RBVA11 atualmente possui em seu portfólio empresas com boa saúde financeira e bom perfil de crédito, como Caixa Econômica Federal, C&A, Centauro e GPA, que, na análise de sua gestão, terão resiliência neste momento de crise.

De forma geral, a Rio Bravo destacou que os bancos e mercados são classificados como serviços essenciais à população (conforme contextualização dos Decretos Estaduais), sendo que estes setores representam, aproximadamente, 80% da receita de locação gerada pelo fundo.

Em adição, este referido percentual da carteira do RBVA11 está atrelado à celebração de contratos atípicos, com vencimentos amplamente distribuídos, desde 2022 a 2029, o que contribui para a resiliência das receitas de locação.

Vale lembrar também o contrato de locação celebrado com a Centauro, empresa de capital aberto, que atualmente encontra-se em fase pré-operacional no imóvel do fundo, com o projeto de sua primeira loja de rua em andamento.

O referido imóvel conta com uma sublocação, em parte do imóvel, para uma drogaria de rede nacional, o que possibilita maiores chances de adimplência do locatário primário.

Por outro lado, uma pequena participação no Shopping Iguatemi São Paulo será certamente impactada pelo fechamento do Shopping desde 19 de março de 2020, mas que representa cerca de 1% das receitas do fundo e um imóvel no Jardins, que, conforme informado nos relatórios gerenciais, apresenta inadimplência nos últimos períodos por parte do locatário, o qual representa aproximadamente 3% das receitas.

RBVA11: Receitas e distribuições para cotistas

O fundo gera receitas de aluguel de aproximadamente R$ 0,78/cota.

A distribuição, atualmente linearizada em R$ 0,90/cota, contempla a projeção de resultado extraordinário dentro do semestre, seja através de alienação de imóveis ou de cotas de FIIs que compõem a carteira do fundo, como realizado nos semestres anteriores.

Portanto, o maior desafio para a gestão neste momento é gerar receita extraordinária.

Assim sendo, a Rio Bravo, como forma de gerir o caixa do RBVA11 de maneira zelosa e diligente, fará uma adequação da distribuição de rendimento para próximo do resultado ordinário do fundo até que haja nova perspectiva para realização de resultado extraordinário, conforme explanado acima.

Por fim, o documento clarificou aos cotistas do RBVA11, que os cenários estão sendo constantemente estudados pela administradora do fundo para que possa ser feita a melhor gestão do caixa neste momento, buscando segurança e cautela com o capital do investidor.

O RBVA11 foi constituído em agosto de 2013 e tem por objetivo a realização de investimentos imobiliários de longo prazo, por meio da aquisição de propriedades de natureza comercial.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários