Rentabilidade FIIs em 2020 - 10 Indicadores e 5 fatores para considerar



Neste artigo, em especial vamos falar da rentabilidade em FIIs para 2020, o indicador mais cobiçado no mundo dos investimentos imobiliários.

Evidentemente, fundos imobiliários bons são aqueles que trazem tranquilidade, segurança e bons rendimentos para o investidor.

Por isso, para encontrar rentabilidades sólidas e constantes nos FIIs em 2020, é importante se atentar à algumas outras referências no segmento deste mercado.

Para começarmos a entender, os FIIs que terão uma boa rentabilidade em 2020 são aqueles que possuem rendimentos consistentes, que tem uma gestão organizada, que segue de forma real os seus objetivos de investimentos, que busca sempre o melhor de acordo com o cenário econômico atual e que faz prevalecer a melhor rentabilidade possível para o investidor.

Rentabilidade histórica dos fundos imobiliários - FIIs

rentabilidade fiis 2020

Em relação à rentabilidade histórica dos fundos imobiliários, entre os inúmeros fundos disponíveis hoje na bolsa de valores, podemos encontrar resultados extremamente distintos, mesmo se tratando de produtos com perfis bem similares.

Ao longo dos anos, a maioria dos fundos imobiliários entregaram rentabilidades superiores ao Certificado de Depósito Interbancário (CDI), mas, ao mesmo tempo, uma parcela considerável deles entregou retornos inferiores aos da renda fixa.

Certificado de Depósito Interbancário ou, simplesmente, CDI é um título de emissão das instituições financeiras, que lastreia as operações do mercado interbancário, ou seja, transações entre bancos.

Sendo assim, para quem espera obter um retorno atrativo com fundos imobiliários, será sempre fundamental considerar a qualidade do ativo e o preço pago pelo mesmo.

Pensando nisso, no próximo tópico vamos mostrar alguns indicadores que são fundamentais para encontrar fundos imobiliários com uma boa rentabilidade.

10 indicadores fundamentais para encontrar rentabilidade nos FIIs em 2020

Quando analisamos os indicadores de FIIs, podemos nos cercar de informações que podem tornar mais assertivas nossas escolhas.

Devido a isso, dentre os vários indicadores do mercado, segue abaixo os mais comuns utilizados para analisar um fundo de investimento imobiliário:

  • Variação da cota em seu período de existência;
  • Distribuições de rendimento (Dividend Yield);
  • Preço / Valor Patrimonial (P/VP);
  • Liquidez no mercado da bolsa de valores;
  • Qualidade da administração e gestão;
  • Tipo de gestão (passiva ou ativa);
  • Representação no IFIX (indicador da performance média das cotações dos FIIs negociados na Bolsa de valores);
  • Contratos – vencimento dos contratos em relação a receita dos imóveis;
  • Quantidade e qualidade de ativos; e
  • Segmento de atuação (tijolo, papel, fofs, híbrido).

Obviamente esses indicadores não são os únicos. Existem uma infinidade de variáveis que podem ser analisadas.

Entretanto, utilizando essas 10 variáveis apresentadas, você já pode começar a criar uma lista de fundos que melhor se enquadram para uma boa carteira de investimentos em 2020.

5 fatores que geram rentabilidade para fundos imobiliários

rentabilidade fiis 2020

Os principais elementos que geram renda para os FIIs são:

  • Aluguel de imóveis: Os FIIs que possuem imóveis utiliza-os para gerar renda através do aluguel. Com isso, o fundo capta recursos através de contratos de alugueis e essa renda é convertida em rendimento.
  • Arrendamento de imóveis: O arrendamento de um imóvel é o contrato pelo qual o contratado se obriga a ceder o ativo, por tempo determinado ou não, com o objetivo de nele ser exercida atividade de exploração.
  • Construção de imóveis: Nesse caso o fundo utiliza seus recursos para incorporação e construção de imóveis para futura venda, e com isso lucrar com o negócio.
  • Aquisição de títulos de renda fixa: Essa é uma prática comum principalmente nos fundos de papel, que são adquiridos recebíveis e títulos atrelados ao mercado imobiliário, como LCIs e CRIs, que geram um retorno mensal na forma de juros.
  • Aquisição de cotas de outros fundos imobiliários: Essa prática é adotada de forma comum pelos fundos de fundos (FOFs). Nesse caso, esse tipo de fundo adquire cotas de outros fundos imobiliários.

Em linhas gerais, investir em fundos imobiliários pode ser uma excelente opção para você que deseja diversificar sua carteira de investimentos e obter sucesso financeiro ao longo do tempo.

Por isso, aprender como encontrar a melhor rentabilidade nos FIIS em 2020 pode ser uma boa alternativa para iniciar os seus investimentos rumo a independência financeira.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários