SAAG11 - Com desbancarização, FII de agências bancárias pode sofrer alterações em suas estratégias

Santander Agências (SAAG11) é um fundo imobiliário do tipo tijolo que foi constituído em 2012 com o objetivo de adquirir ativos imobiliários de propriedades do Banco Santander para locação na modalidade sale-lease-back (contrato onde o proprietário vende seu imóvel e o aluga de volta) por meio de contratos atípicos.

Em seu relatório gerencial divulgado nesta sexta-feira (06), o fundo apresentou seus resultados referentes a outubro e comentou sobre a desbancarização que pode acorrer no Brasil.

No documento, seu administrador Rio Bravo esclarece que possui ciência da preocupação dos cotistas sobre a desbancarização e que esse assunto está sendo tratado internamente através de estudos e análises.

Em adição, afirmou que caso a gestora julgue apropriado, podem ser sugeridas aos cotistas alterações no perfil, objetivo e estratégia do fundo. Por último, ressaltou que qualquer novidade neste sentido será comunicada através de seus relatórios ou comunicado via fato relevante ao mercado.

Rendimentos apresentam resultados superiores

A distribuição anunciada para o mês de outubro foi de R$0,93 por cota, em linha com as distribuições anteriores e 6,9% maior quando comparada à distribuição do mesmo mês no ano anterior.

Em seu valor de mercado, o fundo obteve um avanço de 13,05%, se comparado com o mesmo período do ano anterior, saindo de R$ 672 milhões para R$ 760 milhões.

Patrimônio do SAAG11

Ao término de outubro, o fundo apresentava 97% de seu patrimônio alocado em agências do Banco Santander e os restantes 3% em caixa.

No total, seus ativos são 28 agências espalhadas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Ceará, Paraná, Rio Grande do Sul e Pernambuco.

Atualmente, o Rio Bravo Investimentos, administrador do fundo, recebe uma taxa de administração de 0,25% ao ano sobre seu patrimônio liquido e não é cobrado taxa de performance.

Com um patrimônio liquido R$ 508,6 milhões, o FII Santander Agências já possui duas ofertas concluídas e um total de 13,7 mil cotistas.

Fundos com o perfil do SAAG11 tem o objetivo de comprar ou construir para alugar e gerar uma renda mensal. Está enquadrado no segmento do tipo tijolo, o qual é assim chamado pelo motivo de representar os imóveis físicos propriamente ditos em sua carteira de ativos.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários