SDIL11: Os resultados de um FII focado em Galpões Logísticos



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

O fundo imobiliário SDI Rio Bravo Renda (SDIL11) apresentou ao mercado na tarde da última sexta-feira, 26 de junho/20, seu relatório gerencial com os resultados de maio/20 de seus galpões logísticos localizados nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, região sudeste do Brasil.

Os gestores do SDIL11, Tellus e Rio Bravo, informaram sobre recebimento de alugueis atrasados, renovações de contratos, estratégias de alocações e mais outros destaques. Veja:

  • Gestoras têm focado na locação dos módulos vagos no Multimodal Duque de Caxias, que apresenta hoje 18,8% de vacância. A vacância atual do fundo é de 4,7%.
  • O fundo apresentou resultado de R$ 0,46 por cota, e a distribuição de rendimentos foi de R$ 0,44 (Dividendo 0,46%, cota base R$ 95,00).
  • Gestão acredita que o fundo deverá continuar gerando renda imobiliária sustentável e de longo prazo e os rendimentos futuros poderão aumentar conforme alocação do caixa e locação dos módulos vagos.
  • SDIL11 recebeu no mês de maio o aluguel em atraso da Sherwin Williams, que ocupa 4.700 m² do empreendimento One Park, correspondente à competência de março.
  • O pagamento do aluguel referente à competência abril/20, com vencimento no mês de maio, não foi recebido das locatárias Sherwin Williams, que representa 5,45% da receita e da Metalúrgica Andrômeda, que ocupa 2.650 m² também do One Park e representa 1,58% da receita.
  • Foi formalizada a renovação do contrato de locação com a Cromus Embalagens, locatária do Galpão “C” do One Park. O contrato foi renovado até maio de 2025.
  • Foram recebidas notificações de formalização do interesse em encerrar previamente o contrato de locação do condomínio Multimodal Duque de Caxias.
  • SDI Rio Bravo Renda apresentou um expressivo aumento em seu número de cotistas nos últimos 12 meses, representando uma evolução de 239% (10.457 em maio/19 para 35.475 e maio/20).
  • Em relação a 4ª emissão de cotas, as gestoras concederam período de desconto e não receberão a parcela da taxa de gestão referente ao montante de recursos ainda não alocados obtidos pelo fundo na 4ª emissão, concluída em junho/19.
  • O valor de mercado do SDIL11 teve aumento de 16% em 12 meses.

Carteira de ativos: O portfólio do SDIL11 é composto por 3 ativos localizados nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro representando 67,6% do patrimônio. São 2 imóveis no Rio de Janeiro e 1 em São Paulo.

sdil11

  • O Multimodal Duque de Caxias (RJ) é composto por dois galpões, A e B, sendo o galpão A composto por 4 módulos, com área total construída de 8.016 m², e o galpão B composto por 18 módulos, com área total construída de 36.115 m².
  • O Internacional Business Park (RJ) é um imóvel adquirido no formato Sale & Leaseback assumindo um contrato atípico de locação de 100% do imóvel com duração de 120 meses. O ativo funciona como estacionamento de carretas anexo ao Multimodal Duque de Caxias. A área do terreno é de 52.041 m² e, por ser um pátio de carretas, a área construída representa as áreas de suporte e é parte pequena da área total do terreno.
  • O One Park (SP) é um condomínio logístico que foi adquirido em duas etapas, com recursos da 2ª e 3ª emissão de cotas do SDIL11, passando este a deter 100% do empreendimento.

Os restantes 32,4% estão alocados em ativos de liquidez.

Mercado secundário: Em termos de liquidez, o número de cotas negociadas diminuiu 39% frente ao mesmo período do ano anterior e o volume médio diário negociado teve redução de 41% no mesmo período.

sdil

SDIL11: Objetivos, histórico e características

O FII SDI Rio Bravo Renda Logística é focado na realização de investimentos em propriedades imobiliários para o longo prazo, por meio de aquisição e gestão patrimonial de imóveis de segmentos logísticos e industriais, preferencialmente nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Abaixo, seu histórico de aquisições.

sdil11

O SDIL11 é um FII do tipo tijolo administrado pelo Rio Bravo Investimentos que iniciou suas atividades em meados de 2012 e atualmente possui 35,4 mil cotistas e um patrimônio de R$ 455,7 milhões. Sua taxa de administração/gestão é de 0,84% ao ano sobre seu valor de mercado e não é cobrado o adicional de performance em seus resultados. Nos últimos 12 meses, a variação da cota é negativa em 1,55%.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários