Segundo maior fundo do IFIX pode deixar de ser restrito aos investidores qualificados



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

O Kinea Índice de Preços (KNIP11), fundo imobiliário do tipo papel e segundo maior FII em termos de representatividade no IFIX (6,3% de participação), divulgou nesta quinta-feira (05) seu relatório gerencial referente ao último mês de novembro.

Segundo informou seu administrador, ao final do mês de novembro o fundo apresentou uma alocação em CRI equivalente a 71,4% e os restantes 28,6% estão em caixa. A parcela de CRIs do portfólio possui uma taxa média de aquisição de 6,76% ao ano, acrescida de uma duration equivalente a 5,39 anos. Quanto aos recursos em caixa, o documento esclareceu que se justifica pelo processo de emissão de cotas que ocorreu e foi finalizado no último mês de outubro.

KNIP11 - Rendimentos e distribuições

Quanto a seus dividendos, será distribuído R$ 0,50 por cota no próximo dia 12 de dezembro. Esse valor representa uma rentabilidade de 0,47% considerando, contudo, a cota média da 5ª emissão, de R$ 113,94, equivalente a 115% da taxa DI do período.

Essa rentabilidade foi a menor nos últimos 11 meses perdendo apenas para janeiro neste ano. Entretanto, o Kinea explicou que o resultado distribuído foi impactado pela redução nos índices de preços correntes na economia (IPCA de 0,10% em outubro e -0,04% em setembro).

KNIP11 - Mercado secundário, negociação e liquidez

No mês de novembro, foram transacionadas 635.643 cotas, totalizando um volume de R$ 73,55 milhões, correspondendo à uma média de próximos R$ 3,87 milhões por dia.

KNIP11 - Portfólio de ativos

Ao término de novembro, o fundo apresentava a seguinte carteira de CRIs.

Para seu patrimônio (atualmente 3,7 bilhões), o fundo aponta um histórico de crescimento bastante robusto nos último doze meses, evoluindo nesse período, relevantes 102,5%.

Os valores patrimoniais acima destacados se referem ao último dia de cada mês, já deduzidos os seus respectivos dividendos.

Adicionalmente, no seu relatório gerencial, o Kinea destacou que no último dia 13 de setembro foi convocada uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para deliberar sobre dois assuntos relevantes para o fundo:

  • Aprovação da proposta de alteração do público-alvo do KNIP11 (atualmente restrito a investidores qualificados; e
  • Aprovação para a possibilidade de aquisição de CRIs decorrentes de ofertas públicas coordenadas ou distribuídas por pessoas ligadas;

Em relação ao primeiro assunto, o Kinea ressaltou que tal aprovação poderá fomentar um aumento na liquidez das cotas do fundo em mercado secundário.

Já o segundo ponto, a gestora considera que, se aprovada, essa possibilidade aumentaria o leque de ativos disponíveis para aquisição pelo fundo, o que poderia contribuir para aumentar a eficiência na alocação de recursos, além de permitir uma maior diversificação da sua carteira

A assembleia está marcada para o próximo dia 09 de abril de 2020.

Sobre o KNIP11

O Kinea Índices de Preços é um fundo imobiliário que teve o seu início em setembro de 2016, que tem como gestor o Kinea Investimentos Ltda e como administrador a Intrag DTVM Ltda. Seu portfólio é dedicado ao investimento em ativos de renda fixa de natureza imobiliária, primordialmente se dedicando aos CRIs com remuneração atrelada a taxas de juros reais de longo prazo, e às Letras de Crédito Imobiliárias (LCIs).

Atualmente o fundo conta com 19 mil cotistas, uma taxa de administração de 1% ao ano e não possui taxa de performance.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários