SPTW11 - Com aprovação de venda do seu imóvel, fundo passa a ser Monoativo



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

Nesta quinta-feria (21), o FII SP Downtown - SPTW11 - aprovou, em assembleia, a venda do imóvel Belenzinho pelo valor de R$ 52,8 milhões.

O imóvel fica localizado no 10º Subdistrito – Belenzinho – na cidade e estado de São Paulo. É um empreendimento comercial adaptado através de projeto Built to Suit para utilização da Atento (locatário). A região possui boa infra-estrutura, além de boas opções de transporte público.

Segundo informou o documento emitido, com a liquidação da operação, o valor auferido será amortizado aos cotistas, onde estima-se uma potencial distribuição adicional total de rendimentos de aproximadamente R$ 2,10 por cota, pelos próximos doze meses, considerando o número de cotas emitidas nesta data.

Informações sobre a operação de compra

  • Comprador: Diálago Engenharia;
  • Última avaliação do imóvel: R$ 44.780.000,00 (out/2018);
  • Gestora recomendou a venda, mesmo corrigindo o valor do laudo até set/19, a proposta é superior em + 11%;
  • O fundo continuará recebendo o aluguel até o vencimento do contrato (set/21), desde que a locatária permaneça no imóvel.

Na proposta de venda, havia um anexo para alteração do regulamento, flexibilizando novos ativos para compor o portfólio do FII podendo ser comerciais, em construção, empreendimentos e outros.  Além de reger sobre modificação da taxa de administração para 0,5% ao ano sobre o patrimônio liquido.

No entanto, as alterações no regulamento não foram aprovadas. O motivo foi pelo fato da assembleia não ter atingido quórum de 25% de suas cotas.

Sobre o SPTW11

Constituído em meados de 2013, o SP Downtown é um fundo imobiliário do tipo tijolo e seus investimentos são destinados com prioridade em propriedades do segmento escritórios, ditos como lajes corporativas.

Sobre o seu portfólio, concluído a venda do Belenzinho, o fundo passará a possuir (por hora) um único imóvel: Edifício Comercial Badaró, também em São Paulo.

É um edifício de uso comercial corporativo, sendo classificado como de Classe A pela Cushman & Wakefield.

Fundos com o perfil do SPTW11 tem o objetivo de comprar ou construir para alugar e gerar uma renda mensal. Administrado pela Geração Futuro, sua taxa de administração é atualmente de 0,25% ao ano sobre seu valor de mercado.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários