TEPP11 reduz 15% da vacância em temporada sombria de inadimplências



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

O BRL Trust, administrador do Tellus Properties  (TEPP11) divulgou seu relatório de resultados do mês de maio após fechamento de mercado da quinta-feira, 04 de junho/20.

Na ocasião, Tellus Investimentos (gestor) comunicou que maio foi um mês pouco menos demandado em termos de discussões com locatários, já apresentando alguma estabilidade no relacionamento com os inquilinos. No entanto, ainda assim, a manutenção do fluxo de aluguéis tem continuado a ser o principal foco do fundo neste período.

Também destacou que o TEPP11 continua sendo favorecido pela dinâmica de recuperação de preço e diminuição de vacância que é possível observar nas regiões de seus ativos – especialmente no caso do Condomínio São Luiz, que desde sua aquisição tem vacância zero e um valor de locação 20% abaixo do mercado de sua região. Abaixo, vaja a tabela de vacância dos ativos do fundo.

tepp11

De acordo com o relatório, os preços praticados nos prédios detidos pelo TEPP11 ainda apresentam valores de locação consideravelmente abaixo dos valores médios de suas respectivas regiões.

A vacância do TEPP11 reduziu 15% na temporada mais sombria deste ano. A figura abaixo apresenta a relevante diminuição de fevereiro (22%) para março (7%), período esse, que ocasionou o grande caos na economia brasileira.

tepp11

Leia também:

Carteira de ativos: Seu portfólio é composto por 3 ativos localizados na cidade de São Paulo.

O Edifício Torre Sul situado na Rua James Joule, 65 – Cidade Monções, São Paulo, SP. A aquisição do edifício contemplou um pacote composto por 100% de 15 conjuntos, 62,5% da fração ideal dos 2 conjuntos, da loja, do teatro e do restaurante, além de 50% da fração ideal de 178 vagas de garagem. Essas unidades atualmente encontram-se, de forma conjunta, 88% alugadas.

tepp11

O segundo é o Condomínio São Luiz, localizado na Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 1.830 – Itaim Bibi, São Paulo, SP. Nesse empreendimento, o TEPP11 adquiriu em outubro/19 o equivalente a 21% da ABL total da propriedade. O pacote de lajes adquiridas é composto pelas unidades 10º ao 14º andar da Torre I, do 12º andar da Torre II, do 2º ao 4º andar e do 9º ao 11º andar da Torre III, bem como das vagas de garagem. As unidades atualmente encontram-se, de forma conjunta, 100% alugadas.

tepp11

Por último, o Edifício Passarelli, construído na Rua Paes Leme, 524 – Pinheiros, São Paulo, SP. Este imóvel o fundo também adquiriu em outubro/19 o equivalente a 42,5% da ABL total do empreendimento. O pacote de conjuntos adquiridos é composto por 39 unidades, das quais atualmente encontram-se, de forma conjunta, 97% alugadas (apenas um conjunto de 169 m² encontra-se vago).tepp11

Rendimentos: O TEPP11 distribuiu no mês de maio um dividendo de R$0,50 por cota, fechando o mês com um dividend yield de 7,0% ao ano (12 meses) e 0,58% no mês (cota base R$86,15), equivalente a 204% do CDI.

tepp11

Rentabilidade: A cota desvalorizou 5,32% em maio. Veja abaixo um comparativo desde o início de suas negociações no mercado.

tepp11

Liquidez: Com 100% de presença nos pregões, foram movimentados cerca de R$ 9 milhões no mês apresentando um volume médio diário de R$ 480 mil.

tepp11

TEPP11 é um FII do tipo tijolo gestão ativa que possui cerca de 3,6 mil cotistas e atua com prioridade no segmento de lajes corporativas. Seu patrimônio atual é de R$ 349,2 milhões. Nos últimos 12 meses, a variação da cota é negativa em -9,48%.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários