TGAR11 com maio radiante: Rentabilidade + Rendimentos somam 10,3%



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

TG Ativo Real (TGAR11), fundo imobiliário que investe na exploração de ativos imobiliários de renda e de desenvolvimento, divulgou seu relatório de resultados do mês de maio/20.

No documento, foram evidenciados os detalhes de suas operações juntamente com os possíveis impactos para os próximos meses.

"Estamos confiantes na possibilidade de que os impactos da pandemia e quarentena sejam pequenos", destacou o TG Core, gestor.

Destaques para os acontecimentos:

  • Apesar dos desdobramentos da pandemia, os empreendimentos investidos pelo TGAR11 não sofreram efeitos negativos relevantes.
  • O portfólio do fundo contou com aumento de vendas em 20 dos 39 empreendimentos lançados.
  • O TGAR11 tem buscado investimentos estratégicos em regiões com sólidas dinâmicas econômicas, em maior parte ligadas ao setor do agronegócio.
  • Ao fim de maio, R$ 117 milhões alocados em 20 CRI, respondendo por 26,3% do Patrimônio Líquido (PL) do fundo.
  • No setor de shoppings, o TGAR11 possui apenas um empreendimento neste segmento, o Paraíso Mega Center (PMC). Ao contrário do praticado pela maioria dos FIIs focados em shopping, que adquirem ativos já operacionais, o FII TG Ativo Real desenvolveu o empreendimento desde o seu início. O lançamento ocorreu no fim de 2018 e, atualmente, o empreendimento encontra-se em fase de maturação.
  • O fundo possui participação (equity) em 6 incorporações, 5 verticais (prédios) e 1 horizontal (condomínio de casas).

TGAR11: Alteração na taxa de performance

No dia 21 de maio/20, a TG Core decidiu renunciar à parte da taxa de performance em prol de maior alinhamento com seus cotistas. A decisão vai impactar nos resultados de 2020 e passará a incidir de com acordo com a figura abaixo:

tgar11

Carteira de ativos: O TG Ativo Real investe em empreendimentos localizados em municípios expostos a sólidos ciclos de crescimento econômico ligados ou a movimentos de expansão e adensamento de regiões metropolitanas (por exemplo, Trindade, Senador Canedo e Valparaíso de Goiás) ou a fatores regionais específicos, com destaque para três regiões: Cinturão da Soja, MATOPIBA (Mato Grosso, Piauí e Bahia) e região que engloba o Estado de Goiás, Triângulo Mineiro e o interior paulista.

Rendimentos: Foi distribuído R$ 1,25 por cota no último dia 8 de junho, representando um dividendo de 1,08% (cota base R$ 115,60).

tgar11

A gestão destacou que as receitas auferidas pelo fundo neste mês foram positivamente impactadas - cerca de R$ 0,50 por cota - em decorrência do reconhecimento da correção monetária dos CRIs.

Rentabilidade: O TGAR11 obteve uma valorização de 9,2% em suas cotas negociadas em bolsa, partindo de R$ 105,80 em 30 de abril, para R$ 115,60 em 29 de maio.

Os dividendos distribuídos e a valorização da cota somam positivos 10,3% para o mês.

Liquidez: No mercado secundário, o volume financeiro movimentado totalizou R$ 19,8 milhões, com média de R$ 786 mil por dia.

O TGAR11 é um FII do tipo tijolo administrado pelo Vórtx que iniciou suas atividades no final de 2016 e atualmente possui 19,3 mil cotistas e um patrimônio de R$ 445,1 milhões. Sua taxa de administração é de 1,5% ao ano com o adicional de performance conforme já mencionamos. Nos últimos 12 meses, a variação da cota é negativa em 2,55%.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários