TGAR11: Rendimentos foram 17% superior à fevereiro no assustador mês de março



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

TG Ativo Real (TGAR11) é um fundo imobiliário do tipo tijolo administrado pelo Vórtx que foi constituído no final de 2016 com o objetivo proporcionar rendimentos advindos da exploração de ativos imobiliários de renda e de desenvolvimento.

O TG Core Asset, gestor do TGAR11, iniciou seu relatório apresentando um prognóstico para o cenário de crise que estamos enfrentando.

Na ocasião, foi destacado que em meio ao cenário de estresse e incerteza, o TG Ativo Real apresentou variação de -19,45% em suas cotas negociadas em bolsa, no mês, acumulando uma retração de -5,55% nos últimos 12 meses.

tgar11

Apesar desse cenário, dentro do mês de referência, o TGAR11 disse que não sofreu impactos significativos para o operacional de seus empreendimentos, aferindo, inclusive, aumento da receita obtida no mês (+8% em relação a fevereiro), com impactos positivos para a distribuição de dividendos (+17% em relação a fevereiro), fruto de incrementos proporcionados pela alocação de recursos realizada até então.

TGAR11: Alocação dos recursos da 7ª oferta

O TGAR11 anunciou que já possui, com as alocações de março, o total de 80% do seu patrimônio líquido alocado em ativos imobiliários, com destaque ao aumento de posições geradoras de caixa, o que contribui de forma substancial para a retomada do fortalecimento dos dividendos mensais.

Por conta disso, em março foram alocados aproximadamente R$ 32 milhões em ativos imobiliários, dentre Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e, em menor percentual, aportes para o desenvolvimento de operações que já compõem sua carteira.

Essas referidas alocações contribuíram para um incremento na distribuição de resultados já em março.

Por outro lado, diante do cenário de incerteza causado pela proliferação do vírus COVID-19 e as respectivas medidas restritivas adotadas pelo governo, o TGAR11 decidiu diminuir o ritmo de integralização de novos ativos no fundo até que o cenário permita maior previsibilidade.

Com isso, o fundo mantem uma posição líquida em caixa (Fundos DI) correspondente a 20% do seu PL.

Carteira de ativos: O fundo investe em empreendimentos localizados em municípios expostos a sólidos ciclos de crescimento econômico ligados ou a movimentos de expansão e adensamento de regiões metropolitanas ou a fatores regionais específicos, com destaque para três regiões: Cinturão da Soja, MATOPIBA e região que engloba o Estado de Goiás, Triângulo Mineiro e o interior paulista.

tgar11

 

Rendimentos: O fundo atingiu um resultado caixa de R$ 2.419.150 neste mês, correspondente a R$ 0,84 por cota. Deste resultado, foi distribuído a título de dividendos o equivalente a R$ 0,82 por cota. Esse valor representa 222% do CDI e um Dividend Yield de 0,75%.

tgar11

Na variação das cotas, o TGAR11 obteve uma queda de -19,45% em suas cotas negociadas em bolsa, ou -20,05% se desconsiderado os efeitos de distribuição de dividendos.

tgar11

Liquidez: O volume financeiro movimentado em março totalizou R$ 29,2 milhões, com média de R$ 1,3 milhões por dia. No consolidado dos últimos 12 meses, o volume negociado foi de R$ 364 milhões, aproximadamente.

tgar11

Em suma, a gestão do TGAR11 acredita que pode se beneficiar de uma exposição pulverizada em empreendimentos localizados em regiões com menor exposição ao alastro do vírus (até o momento) e com fortes dinâmicas de crescimento econômico, mesmo no contexto atual, mitigando os efeitos negativos que venham a ser sentidos pelas operações. Também estima que os dividendos se estabilizem nos próximos meses, ao passo que foram diminuídos o ritmo de novas aquisições de ativos, dispondo de uma posição líquida confortável (20% do PL em fundos DI).

Por último, destacou que a meta de Dividend Yield do fundo é de 8,0% ao ano, condicionada a seu valor de mercado.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários