THRA11 anuncia rescisão de contrato por parte de locatária. Dividendos podem cair 9%.

O BTG Pactual, na condição de administrador do fundo imobiliário Cyrela Thera Corporate (THRA11), comunicou hoje (21) que recebeu da locatária DSV Air & Sea Agenciamento de Transportes Ltda uma notificação referente à intenção da mesma de rescindir o contrato de locação referente ao 17º andar, conjunto 172, do Edifício Thera Corporate, o qual o fundo é proprietário de cinco andares.

A área a ser desocupada totaliza 1.038,37 m², e a saída da locatária está prevista para 30 de janeiro do ano que vem.

Com esta saída, a receita do fundo será impactada negativamente em 10,67% em comparação às receitas do último mês de outubro, gerando um impacto na distribuição de rendimentos de aproximadamente -9,04%, ou seja, passando de R$ 0,62 por cota (dividendo divulgado em novembro) para algo próximo de R$ 0,56 por cota.

“Ademais, a administradora está trabalhando ativamente em conjunto com o consultor imobiliário com o intuito de reduzir a vacância do imóvel e, consequentemente, gerar valor para o fundo e seus cotistas”, destacou o BTG em seu comunicado.

Vale lembrar que, recentemente – mais precisamente no último dia 10 de outubro – o fundo também comunicou ao mercado que havia recebido, dessa vez das locatárias International Paper Exportadora Ltda e pela International Paper do Brasil Ltda, uma notificação informando a intenção de não prorrogar o prazo de vigência do contrato de locação, com término em 23 de junho de 2020.

Tais locatárias ocupam uma área correspondente à 2.129,60 m² do 16º andar do imóvel.

Considerando esse ponto e a saída anunciada hoje, portanto, a vacância do imóvel passa a ser de 29,93%.

Sobre o THRA11

O Cyrela Thera Corporate é um fundo imobiliário que detém 5 (3º, 4º, 16º, 17º e 18º andares) dos 15 andares do Edifício Thera Corporate, localizado na Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, 105, em São Paulo/SP.

Desenvolvido pela Cyrela, o empreendimento tem 15 pavimentos corporativos (iniciando no 3º andar e sem o 13º pavimento) com lajes de grande porte, heliponto e 4 subsolos.

O projeto é classificado como Triple A e fica localizado em um dos mais valorizados eixos empresariais da cidade de São Paulo, na confluência das Avenidas Engenheiro Luís Carlos Berrini e Bandeirantes, próximo à Marginal Pinheiros, Faria Lima, Juscelino Kubitschek.

Administrado pelo BTG Pactual Serviços Financeiros e tendo como consultora a Cyrela Commercial Properties, o THRA11 possui gestão passiva, tem taxa de administração de 0,20% ao ano sobre o patrimônio líquido ou sobre o valor de mercado se tiver integrando índice de mercado, e 1% sobre a receita bruta de aluguel mensal como taxa de consultoria.

Rafael Campagnaro
Rafael Campagnaro Head de Conteúdo

Engenheiro por formação, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado financeiro no FIIs.com.br desde que iniciou no universo das finanças.

Comentários