O mercado imobiliário está se aquecendo, deve ter boa expectativa para o ano de 2020 e, segundo especialistas do setor, vai valer a pena investir em imóveis nos próximos meses que virão.

Mas antes de se perguntar se vale a pena investir em imóveis, o investidor deve ficar atento a um ponto importante: Será que só é possível investir em imóveis através da compra de um empreendimento imobiliário?

A resposta é não! E ainda melhor, não precisa de muito dinheiro para começar. Os investidores que não possuem o dinheiro de forma integral para adquirir um imóvel, o melhor caminho são os fundos de investimento imobiliário. Neste artigo, mostramos como investir nesse segmento voltado exclusivamente ao setor imobiliário e que não para de crescer no Brasil.

Faça você mesmo valer a pena investir em imóveis

vale a pena investir em imóveis

A ascensão do mercado imobiliário está ganhando fôlego nesses últimos meses de 2019, de acordo com as expectativas dos representantes do setor.

Devido a este motivo, o mercado imobiliário deve ter uma oferta muito grande a partir do início de 2020, impulsionado pela perspectiva de oferta barata e manutenção da taxa Selic em torno de 4,5 e 4,0%.

Com a taxa básica de juros em níveis baixos, o consumidor tem acesso a crédito barato para construção e aquisição de imóveis através de financiamentos.

Contudo, comprar um imóvel não é a única maneira de investir e lucrar nesse tipo de mercado. Continue lendo este artigo e conheça os Fundos de Investimento Imobiliário.

Quatro pontos importantes sobre Fundos Imobiliários

As primeiras perguntas que devemos fazer a respeito dos Fundos Imobiliários são:

  • O que são Fundos Imobiliários?
  • Quais os tipos de Fundos Imobiliários?
  • Como funcionam os Fundos Imobiliários?
  • Como comprar cotas de Fundos Imobiliários?

Bom, vamos às explicações.

O que são Fundos Imobiliários

Fundos de investimento Imobiliário são grupos fechados de investidores, que reúnem seu dinheiro com o único objetivo de investir no mercado de investimentos que envolvem o setor imobiliário.

Esse dinheiro é utilizado para comprar ativos imobiliários que geram renda recorrente, como salas comerciais, galpões logísticos ou condomínios residenciais.

Também são adquiridos títulos financeiros como certificados de recebíveis imobiliários (CRI) e letra de crédito imobiliário (LCI), por exemplo.

Quais os tipos de Fundos Imobiliários

Basicamente, existem 4 tipos de fundos imobiliários.

  1. Fundos de Tijolo
  2. Fundos de Papel
  3. Fundos de Fundos (FOFs)
  4. Fundos Híbridos

Como funcionam os Fundos Imobiliários

Os FIIs são constituídos por cotas. Essas cotas são acessíveis para serem compradas por qualquer investidor que tenha cadastro em uma corretora de valores.

Como comprar cotas de Fundos Imobiliários

A forma de investir em fundos imobiliários é bem parecida com a compra de ações de empresas listadas em bolsa.

Em linhas gerais, é possível comprar e vender cotas através do Home Broker de sua corretora de valores.

Terminando...

Há uma diferença significativa entre comprar cotas de Fundos Imobiliários e investir em imóveis, onde fica claro que não vale a pena investir em imóveis, principalmente, pela liquidez dos ativos, ao menos que seja um sonho particular, visto que você fica engessado naquele patrimônio e não consegue se desfazer dele com facilidade.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários