Venda de Imóvel - TBOF11 - Cotistas pedem cancelamento de assembleia

A BTG Pactual, na qualidade de administradora do FII TB Office - TBOF11 - proprietário da totalidade do Edifício Tower Bridge Corporate, comunicou ao mercado nesta quarta-feira (27) que recebeu uma solicitação dos cotistas, pedindo o cancelamento da referida assembleia que seria realizada no próximo dia 29 de novembro.

Segundo informações dadas no documento, o motivo foi a nova proposta de aquisição do JS Real Estate Multigestão (JSRE11) (R$ 1.055.250.000,00) de valor superior e que será deliberada no dia 10 de dezembro de 2019.

Por este motivo, a proposta de aquisição recebida pelo Bluemacaw Office Fund (pelo valor total de R$ 924,6 milhões, ou R$ 92,00 por cota), representado pela administradora VÓRTX, não será estabelecida.

A administradora reforçou, portanto, que a assembleia geral extraordinária convocada no dia 22 de novembro, para ser realizada no dia 10 de dezembro de 2019, está mantida.

Fundo já recebe 3 propostas de compra

A primeira foi feito pelo Hedge, que havia proposto em 15 de outubro comprar o condomínio por R$ 909,5 milhões, valor que seria pago até janeiro de 2020. O montante seria levantado, em parte, com uma oferta pública para formar um fundo de até 50 investidores profissionais, o Hedge AAA (ainda em fase pré-operacional).

Em sequência, no último dia 13 de novembro, o BTG Pactual comunicou que recebeu uma nova proposta de aquisição da Blue Macaw Gestora de Recursos Ltda, pelo valor total de R$ 924,6 milhões, ou R$ 92,00 por cota.

Por último, a JS Real Estate Multigestão ofertou o valor de R$ 1.055.250.000,00 sendo essa, a última proposta apresentada até o momento e que será examinada em assembleia no próximo dia 10.

Leia também:

Tower Bridge Corporate (TBOF11) – Descrição do Imóvel

O Tower Bridge Corporate é um imóvel corporativo, com classificação Triple A e que possui certificação Leed Gold de sustentabilidade.

Está localizado na avenida Jornalista Roberto Marinho, número 85, numa das regiões mais icônicas da cidade de São Paulo.

Construído no ano de 2013, o imóvel possui área BOMA de 56.447,68 m² e possui um valor de laudo (Elaborado pela CBRE) de R$ 995,2 milhões (R$ 17.630,49/m²). Contudo, esse valor ainda não foi validado pela auditoria do fundo.

 

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários