VGIR11 divulga rendimentos de R$ 0,60 por cota em janeiro

Valora RE III (VGIR11) é um fundo imobiliário do tipo papel administrado pelo BTG Pactual e tem como finalidade o objetivo de investir principalmente em Certificados de Recebíveis Imobiliários - CRI.

Segundo informou seu relatório divulgado ao mercado nesta sexta-feria, 14 de fevereiro de 2020, o fundo encerrou o mês de dezembro com 95,7% de seu patrimônio alocado em CRI.

vgir11

Os recebíveis estão distribuídos em 37 diferentes operações, num total investido de R$418,2 milhões. Os demais recursos estão investidos em instrumentos de caixa.

O foco da gestão do VGIR11 (Valora Gestão de Investimentos) é trabalhar com a maior alocação possível em CRI.

O Valora RE III entende que um dos pilares de diferenciação importante da sua estratégia de investimentos é a capacidade da gestora em originar e estruturar operações, muitas delas exclusivas.

Outro pilar fundamental, segundo relatou o documento, é o processo continuo e criterioso de acompanhamento e monitoramento dos ativos, feito diretamente no nível do lastro de cada uma das operações.

Para isso, a gestora tem continuamente investido no crescimento, desenvolvimento e capacitação de seu capital humano, destacou BTG, administrador do fundo.

Estratégia do VGIR11 busca oportunidades e diversificação nos segmentos dos recebíveis

De acordo com sua estratégia, a minimização da posição de caixa aumenta a eficiência do VGIR11, com o objetivo de entregar rendimentos superiores aos cotistas.

Ao mesmo tempo, a Valora mantem posições em CRI com boa liquidez, o que permite aproveitar eventuais oportunidades de mercado.

Atualmente, sua exposição está praticamente em todos os segmentos do mercado imobiliário, embora seja mais concentrado no segmento residencial.

vgir11

Para estruturar essa alocação, a gestão entende que os fatores micro (localização, produto, inserção de mercado etc.) são os de maior influência para o mercado imobiliário, embora sempre tendo como base maior os fatores macroeconômicos.

No que tange suas operações, o VGIR11 focaliza seus investimentos em operações exclusivas, em sua maioria estruturadas pela própria gestora.

Isso permite uma participação ativa em todo o processo, desde a estruturação e precificação, até o acompanhamento dos CRI.

vgir11

Distribuição de rendimentos do VGIR11

A distribuição de rendimentos do VGIR11, referente ao mês de janeiro de 2020, será de R$0,60 por cota, equivalente a uma rentabilidade líquida de CDI + 2,58% ao ano.

vgir11

No acumulado dos últimos 12 meses, o resultado foi de R$8,48 por cota (equivalente a CDI + 2,85% ao ano), e desde o início foi de R$12,95 por cota (equivalente a CDI + 2,75% ao ano).

Todas essas rentabilidades foram calculadas com base no valor da cota de R$100,00.

Em suas reservas, o VGIR11 encerrou o mês de janeiro com um caixa equivalente a R$ 0,07 por cota para eventuais despesas, incluindo taxa de performance.

Cotas do VGIR11 valorizam 7% em janeiro

A negociação das cotas do Valora RE III foi iniciada em 3 de agosto de 2018, com o preço de abertura correspondente a R$100,00.

No dia 31 de janeiro de 2020, o valor da cota fechou em R$ 107,00. (+7,00%)

Ainda em janeiro, a liquidez média diária das cotas atingiu o volume de R$3,1 milhões, variando o valor da cota entre R$ 104,11 e R$ 129,90.

Outro ponto de destaque foi o aumento do número de cotistas do VGIR11, que chegou a 22.225 cotistas ao final de janeiro, frente a 18.965 em dezembro.

VGIR11 é dividido em 4.506.414 cotas e detém um patrimônio liquido de R$ 437,4 milhões.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários