Para VGIR11, "novas oportunidades" permitem melhorar a relação risco-retorno da carteira

Valora RE III (VGIR11) é um fundo imobiliário do tipo papel administrado pelo BTG Pactual que tem a finalidade de investir sobretudo em Certificados de Recebíveis Imobiliários - CRI.

Em seu relatório gerencial do mês de abril/20, a Valora - gestor do VGIR11 - apresentou suas atualizações e disse que divido a crise do covid19, intensificou o acompanhamento e monitoramento de todos seus ativos, o que é feito no nível das garantias, aumentando a frequência dos controles e análises, buscando antecipar eventuais impactos no fluxo de caixa dos CRI.

Para isso, durante esse mês foram feitas readequações pontuais no fluxo de pagamentos de 2 CRI que representam aproximadamente 4% de seu patrimônio líquido (PL). Quanto as renegociações que foram feitas, elas tiveram como base a preservação da adimplência da carteira e, eventualmente, a melhoria de determinados aspectos da operação como por exemplo aumento das taxas de juros e reforço de garantias.  "Todos os CRI continuam adimplentes frente às suas obrigações financeiras", destacou a Valora Investimentos.

A gestão também ressaltou que tem se pautado com foco na preservação de geração de caixa – e consequente distribuição de rendimentos – e na proteção de capital dos cotistas.

Carteira de ativos: O fundo encerrou o mês de abril de 2020 com 95,3% de seu patrimônio líquido alocado em CRI, distribuídos em 36 diferentes operações, num total investido de R$416 milhões. Os demais recursos estão investidos em instrumentos de caixa.

vgir11

Rendimentos: A distribuição referente ao mês de abril/20 será de R$0,50 por cota. Esse valor representa um dividendo de 0,58% (cota base R$ 85,30).

vgir11

Rentabilidade: No mês de abril, a valorização de suas cotas foi de 6,93%, saindo de R$ 80,89 em 31 de março, para R$ 86,50 em 30 de abril.

Liquidez: O volume médio de negociação diária foi de R$1,02 milhão, representando uma queda de 54% em relação ao volume médio diário de negociação do fundo no primeiro trimestre de 2020, e em linha com a redução de liquidez do mercado de fundos imobiliários como um todo, como consequência da atual crise.

vgir11

Apesar do cenário atual ser desafiador, a Valora informou que deve manter sua política de investimentos buscando minimizar a posição de caixa do fundo.

Na visão do gestor, a atual crise tem gerado oportunidades de investimento em operações que possuem condições (prêmios e/ou garantias) mais favoráveis do que aquelas existentes pré-crise. Isso permite melhorar a relação risco-retorno da carteira.

Focado em renda com gestão ativa, o VGIR11 possui cerca de 27,9 mil cotistas, é destinado a investidores em geral e possui um patrimônio líquido de R$ 436,6 milhões.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários