VINO11 estima rendimentos de 316% do CDI até o final de 2020



Quer receber todas as notificações desse FII? Seguir FII Seguir Fundo

A Vinci Partners, gestora do Vinci Offices (VINO11), fundo imobiliário do tipo tijolo/escritórios, divulgou seu relatório de desempenho mensal do mês de junho/20. Os destaques foram para o resultado distribuído por cota, receita imobiliária recebida e rentabilidade no mês.

  • O VINO11 anunciou uma distribuição de rendimentos no valor de R$ 0,42 por cota (Dividendo 0,70% no mês, cota base R$ 59,25), o que representa um dividend yield de 8,5% sobre a cota de mercado ao fim de junho e de 7,9% sobre a cota de emissão do IPO.
  • Recebeu cerca de 120% da receita originalmente contratada, fruto do sucesso das negociações do período impactado pela COVID-19.
  • Apresentou no mês de junho uma rentabilidade total de 15,2%, que inclui a variação da cota de mercado e a distribuição de rendimentos no mês, o equivalente a 9,6% acima do IFIX no mesmo período.

O mês de junho foi bem marcante para o VINO11. Os impactos da crise ocasionaram algumas dificuldades com seus locatários. No entanto, as negociações com os dois locatários inadimplentes, Renner e WeWork, foram finalizadas com sucesso e as inadimplências passadas, de ambos os casos, foram quitadas.

Portanto, passados três meses da eclosão da crise do COVID-19, o VINO11 encerrou o semestre sem inadimplência, com uma vacância financeira abaixo de 3% e uma reserva de resultado não distribuído de R$ 1,03 por cota.

O VINO11 estima que seu rendimento médio mensal distribuído até o final do ano de 2020, se situe entre R$ 0,34 e R$ 0,37 por cota.

Esse valor, com base na sua cota de fechamento do dia 13 de julho/20 (R$60,55) representa um dividendo de 0,56% ou cerca de 316% do CDI.

VINO11: Carteira de ativos e Liquidez no mercado

O fundo encerrou o mês de junho com 27.738 cotistas e um valor de mercado de R$ 584,1 milhões, valor esse, 3,39% abaixo de sua patrimônio líquido (R$ 604,6 milhões).

O volume médio diário de negociação foi de R$ 3 milhões que representou um giro equivalente a 11% das cotas.

vino11

Seu portfólio é composto por participação em 7 imóveis totalizando mais de 33,5 mil m² de Área Bruta Locável (ABL) próprio. Os contratos possuem prazo médio remanescente de 7,9 anos. Cerca de 8% da receita de aluguel corresponde a contratos com vencimento até 2023, e os 92% remanescentes apresentam vencimento após o ano de 2025.

vino11

Em termos de ABL, o relatório informou que 31% do portfólio são ativos com idade inferior a 3 anos, 36% apresentam idade entre 3 a 5 anos, e os 33% remanescentes acima de 5 anos. Além disso, o VINO11 possui ainda participação de controle em 6 dos seus 7 ativos que representam 96% da ABL própria.

VINO11 é um fundo imobiliário focado em investimentos de lajes corporativas destinado a investidores em geral. Sua taxa de administração atualmente é de 1% ao ano juntamente como adicional de 20% da soma dos rendimentos distribuídos no período que excederem a rentabilidade do índice de inflação IPCA, acrescido de um spread de 6% sobre o valor total de cotas do fundo. Deste seu início no mercado (28 de novembro/19), sua cota desvalorizou 4,34%.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Autor

Engenheiro por formação, com mais de 7 anos de experiência no mercado de investimentos, trabalha com produção de conteúdo informativo e educacional para o mercado imobiliário brasileiro.




Comentários