FII Industrial XPIN11: Informações importantes e últimos acontecimentos

A administradora Vórtx, juntamente com seu gestor XP Vista, divulgaram o relatório de informações do XP Industrial (XPIN11) do último mês de fevereiro/20.

O XP Industrial busca oferecer rentabilidade aos seus cotistas através da distribuição da renda gerada com a exploração imobiliária de galpões industriais.

XPIN11 - Movimentações e acontecimentos de fevereiro

  • O fundo publicou o anúncio de encerramento da 4ª emissão de cotas. Foram captados R$ 479.997.775,47, totalizando 4.406.479 novas cotas.
  • O resultado de R$ 0,57 por cota para o mês de fevereiro representou 100% do valor de locação recebido pelo fundo.
  • Foram recebidos dois aluguéis antecipados, os quais representam 20% da receita de locação atual.

Segundo a XP Vista, a queda no resultado mês em relação ao mês de Jan/20 se deve por três motivos:

  • Pela não antecipação do pagamento de aluguel pela locatária Hanon;
  • Pela inadimplência de 1 dos galpões; e
  • Pagamento da auditoria no mês de fevereiro de 2020.

O impacto mensal dos pontos elencados anteriormente foram de (-) R$ 0,11 por cota.

Rendimentos: A distribuição de R$ 0,71 comunicada no último dia 18, será realizada amanhã, 25 de março/20, para os cotistas do XPIN11. Para os detentores do direito de preferência da 4ª emissão (XPIN14), o valor de R$ 0,15 por cota também será distribuído amanhã.

xpin11

Liquidez: Em fevereiro, ocorreram 336.961 negociações, movimentando um volume de R$ 45,2 milhões. A liquidez média diária na bolsa foi de R$ 2,5 milhões e a cotação no mercado secundário fechou o mês a R$ 132,6 por cota. Esse valor representa um giro de 15,6% do total de suas cotas.

Carteira de investimentos: O XPIN11 é detentor de 33 módulos nos condomínios empresariais CEA, Barão de Mauá e Gaia, todos localizados na cidade de São Paulo (SP). No total, 98% do patrimônio líquido está aplicado em imóveis e 2% em renda fixa. Veja abaixo a distribuição dos setores de seus 15 locatários.

xpin11

O XPIN11 é um FII do tipo tijolo galpões de renda, gestão ativa. Possui cerca de 22,5 mil cotistas e sua taxa de administração é de 0,75%-0,60% ao ano, em regra de cascata, sobre o valor de mercado.

Bruno Sperandio
Bruno Sperandio Desenvolvedor de conteúdos

Formado em Engenharia de Produção pela FAACZ, com experiência de mais de 5 anos no mercado financeiro do Brasil. Investidor e desenvolvedor de conteúdos sobre o mercado imobiliário, economia e investimentos.

Comentários